Início » Jogos » Street Fighter: a cronologia dos jogos da franquia

Street Fighter: a cronologia dos jogos da franquia

Entenda a cronologia de Street Fighter e os eventos que fizeram parte da curta, porém confusa linha do tempo da série da Capcom

Por

Street Fighter é uma franquia com mais de 30 anos de estrada, sendo um dos títulos mais influentes e importantes da história dos videogames. Entre jogos canônicos, spin-offs e conteúdos multimídia como mangás, animes e filmes de qualidade meio duvidosa, a cronologia de Street Fighter pode parecer confusa, mas esse texto vai ajudar a entender a ordem dos jogos e os eventos que envolvem a franquia.

Ryu em Street Fighter V
Ryu em Street Fighter V (Imagem: Reprodução/Capcom)

Importante: O foco aqui são os games canônicos da série, por isso títulos como Street Fighter Ex Plus, Street Fighter: The Movie e os crossovers com a Marvel como X-Men vs Street Fighter não serão considerados.

Street Fighter

  • Ano de Lançamento: 1987
  • Ordem dos eventos: Tudo começa aqui
Tela Street Fighter Ryu x Ken
Street Fighter (Imagem: Reprodução/Capcom)

O primeiro jogo da cronologia de Street Fighter é um tanto obscuro e foi lançado primeiro para os arcades. Aqui ainda temos Ryu com cabelo e sapatilhas vermelhas. Seu objetivo é vencer uma série de lutas no torneio para se considerado o mais forte do mundo.

Ryu luta e vence Sagat na final, se tornando campeão. Entretanto a vitória não foi lá das mais honrosas: Ryu havia perdido a luta, quando Sagat foi ajudá-lo a levantar, Ryu foi dominado pelo “Satsui no Hado”, uma espécie de lado sombrio de seu poder. Após perder o controle, Ryu executa um shoryuken que fere Sagat gravemente, resultando em sua famosa cicatriz e na vitória de Ryu.

Street Fighter implementou uma das mais importantes mecânicas dos jogos de luta até hoje, que são os golpes especiais ativados através de comandos específicos. Golpes como hadouken e shoryuken foram uma inovação para época.

Apesar do pioneirismo, o título tinha limitações, pois só era possível jogar com Ryu e para jogar com Ken era preciso desafiar outro jogador e assumir o segundo controle. Além disso, os controles não eram muito responsivos, sendo difícil executar os golpes especiais.

Street Fighter Alpha: The Warriors Dreams

  • Ano de Lançamento: 1995
  • Ordem dos eventos: Após Street Fighter e antes de Street Fighter II
imagem Street Fighter Alpha Ken x Chun-li
Os games da séria Alpha estão entre os mais importantes na cronologia de Street Fighter (Imagem: Reprodução/ Capcom)

Street Fighter Alpha, também conhecido no Japão como Street Fighter Zero, foi uma série de games trouxe muitas mudanças para a franquia. O jogo recebeu um visual que lembra o estilo dos animes e seus personagens parecem mais jovens do que Street Fighter II. Isso acontece porque Street Fighter Alpha tem sua história desenvolvida após Street Fighter e antes de Street Fighter II. Sim, falei que era confuso.

Neste título não há um torneio específico, os personagens se encontram em andanças pelo mundo. A série começou a dar importância às relações entre os personagens como a amizade entre Ryu e Ken, o objetivo de Akuma de fazer com que Ryu se deixe controlar pelo lado sombrio para se tornar mais forte e a luta de Ryu para não permitir que isso aconteça.

Em paralelo vemos o desenvolvimento de M.Bison como vilão megalomaníaco e controlador de mentes com seu Psycho Power, se tornando o principal antagonista da franquia. Nesse contexto também conhecemos Charlie, o amigo de Guile morto por M.Bison, que acaba sendo a motivação para o militar entrar no torneio de Street Fighter II.

Street Fighter Alpha recebeu duas sequências: Street Fighter Alpha 2 em 1996 e Street Fighter Alpha 3 em 1998, ambas inserem novas mecânicas, agregam mais personagens e desenvolvem o enredo principal. De forma geral Street Fighter Alpha foi ponto importante de renovação para a franquia.

Street Fighter II: The World Warriors

  • Ano de Lançamento: 1991
  • Ordem dos eventos: Após Street Fighter Alpha e antes de Street Fighter IV
Imagem Ryu x Ken em Street Fighter II
Street Fighter II (Imagem: Reprodução/Capcom)

Street Fighter II coloca os lutadores mais fortes do mundo em um torneio organizado por Bison, que retorna com um novo corpo enfraquecido, após os eventos da série Alpha. O vilão está à procura de Ryu que pode servir como seu novo corpo, mas em paralelo também tem o objetivo de fazer lavagem cerebral e usar lutadores como armas.

Não há uma definição concreta sobre quem venceu a competição, mas se considerarmos Super Street Fighter II Turbo, Akuma acaba matando M.Bison no fim do torneio.

Street Fighter II foi o game que definiu diversos aspectos dos jogos de luta. Inclusive, definiu arquétipos de personagens que são utilizados até hoje. Desde personagens equilibrados e focados em magias como Ryu, passando por personagens de “agarrão”, também chamados de Grapplers como Zangief ou ainda personagens feitos para jogar à distância como Dhalsim.

Se comparado ao primeiro game, a continuação trouxe grandes inovações para o gênero, com oito lutadores disponíveis, cada um com suas próprias motivações, além de contar a primeira aparição de um sistema de combos, fazendo que esse seja um dos títulos mais importantes da cronologia de Street Fighter e do mundo dos games.

Street Fighter IV

  • Ano de Lançamento: 2008
  • Ordem dos eventos: Após Street Fighter II e antes de Street Fighter V
Arte promocional Ryu em Street Fighter IV
Ryu em Street Fighter IV (Imagem: Divulgação/ Capcom)

Street Fighter IV foi lançado após um hiato de nove anos desde o lançamento de Street Fighter III: 3rd Strike. O título modernizou a série com seu visual e jogabilidade 2.5D em que os personagens e cenários receberam um tratamento em 3D, mas a gameplay seguiu aplicada em 2D.

Dessa vez o enredo coloca os lutadores para combater as ambições de Seth, um dos experimentos da Shadaloo que seria usado como corpo reserva de M.Bison, mas que se tornou consciente e tomou para si parte da corporação criada pelo vilão, dando origem à organização SIN.

Seth pretende usar uma arma biológica que coleta energia e informações dos lutadores e após muitos conflitos, a luta final acontece na base da SIN. Ryu vence o vilão, mas utiliza o “Satsui no Hado” e acaba perdendo o controle.

Gouken, mestre de Ryu e Ken, que todos acreditavam estar morto, aparece para controlar Ryu e depois levá-lo para treinar e aprender a dominar seu poder.

Street Fighter IV se destacou por trazer personagens clássicos de volta e desenvolver mecânicas profundas, porém acessíveis como o Focus Attack, que consistia em carregar um golpe que poderia receber o impacto de um golpe adversário e mesmo assim continuar o ataque, sendo o maior destaque do game.

O game recebeu três diferentes edições: Super Street Fighter IV, Super Street Fighter IV: Arcade Edition e Ultra Street Fighter IV, além de uma versão portátil para o Nintendo 3DS.

Street Fighter V

  • Ano de Lançamento: 2016
  • Ordem dos eventos: Após Street Fighter IV e antes de Street Fighter III
Como jogar Street Fighter V
Ryu em Street Fighter V (Imagem: Divulgação/Capcom)

A história de Street Fighter V coloca os lutadores com o objetivo de parar a Shadaloo de uma vez por todas e impedir os planos de M.Bison de dominar as mentes de todos os lutadores do mundo utilizando um sistema de satélites chamado Black Moon.

Em Street Fighter V, Charlie que havia morrido em Street Fighter Alpha é trazido de volta a vida por uma misteriosa mulher chamada Helen. O cientista maluco FANG, assumiu o posto de Sagat na Shadaloo, Ryu segue na jornada para controlar seu poder e a história gira em torno de duas equipes de lutadores que atuam para impedir o plano da Shadaloo.

No fim, Charlie se sacrifica para enfraquecer M.Bison e Ryu acaba derrotando o vilão de uma vez por todas ou até a Capcom achar válido trazê-lo de volta.

Street Fighter V foi o primeiro jogo da série a receber um modo história exclusivo chamado “A Shadow Falls”.

A criação de um modo história era algo necessário para Street Fighter V, pois títulos rivais como Mortal Kombat e Tekken já contavam com narrativas desenvolvidas em um formato mais interessante. Mesmo que a história não seja tão elaborada, é válido conhecer mais sobre os personagens e ver o desenrolar dos eventos que envolvem os Illuminati de Street Fighter III.

Street Fighter III: The New Generation

  • Ano de lançamento: 1997
  • Ordem dos eventos: Após Street Fighter V
Ryu desfere hadouken em Street Fighter III
Street Fighter III (Imagem: Reprodução/Capcom)

Street Fighter III é o último game em relação da série quando falamos sobre enredo. Com a Shadaloo destruída, a ameaça da vez fica por conta da organização Illuminati conduzida por Gill, que se vê como uma figura divina e pretende comandar o modo planeta como sua própria utopia.

A história é bem simples e coloca Alex, o novo protagonista atrás de vingança, após Gill ferir seu amigo gravemente em uma luta. No fim, Alex acaba derrotando o vilão, chegando a conclusão que não deveria lutar movido a sentimentos como ódio e segue seus treinos para ser um guerreiro ainda melhor.

O objetivo da Capcom com Street Fighter III era apresentar uma nova geração de lutadores aos jogadores, tanto que em sua primeira versão, apenas Ryu e Ken retornaram, embora Chun-Li e Akuma também tenham aparecido nas versões revisadas do game.

Street Fighter III foi um dos games mais complexos da série com seu sistema de “Parry”, difícil de dominar, mas que garantia muitas vantagens para jogadores dedicados que conseguiram dominá-lo e criou momentos icônicos no cenário competitivo como o Evo Moment 37.

Evo Moment #37: Daigo x Justin

O que esperar para o futuro da série

Como Street Fighter V faz uma ligação com os eventos de Street Fighter III, a expectativa dos fãs é que o próximo game apresente os eventos de Street Fighter III e também um novo arco com conteúdo inédito para a franquia.

Esse foi um breve resumo (talvez não tão breve) da cronologia de Street Fighter. O enredo é um pouco confuso, a pois a narrativa da série foi sendo desenvolvida (e alterada), conforme novas formas de contar histórias foram sendo adaptadas aos games. Contudo, talvez seja um aspecto em que a Capcom poderia ter dado um pouco mais de atenção.

Os títulos mais antigos da lista como Street Fighter, Street Fighter II, Street Fighter Alpha e Street Fighter III podem ser encontrados com facilidade na coletânea Street Fighter 30th Anniversary Collection, disponível para Xbox One, PlayStation 4, Nintendo Switch e PC.

Com informações: CBR, Den of Geek, SVG