Início » Legislação » Técnico de informática que chantageou cliente com fotos íntimas é condenado

Técnico de informática que chantageou cliente com fotos íntimas é condenado

Após roubar fotos e vídeos íntimos de uma cliente durante a revisão técnica, homem mandou uma mensagem com ameaças para a mãe da vítima pedindo dinheiro

Por

Um técnico de informática responsável por consertar computadores foi condenado a cinco anos e seis meses de prisão, e deve pagar uma multa diária, por 15 dias, pelos crimes de extorsão, estelionato, e por ameaça. O condenado pediu de R$ 1,5 mil a R$ 2 mil para não divulgar fotos e vídeos íntimos de uma cliente.

Técnico de TI que subtraiu fotos íntimas de cliente e depois tentou chantagear a mãe da vítima (Imagem: Maxwell Ridgeway/ Unsplash)

Sim, esse é mais um caso de um profissional de assistência técnica roubando fotos e vídeos íntimos de uma mulher após a revisão técnica de seu computador semelhante ao que reportamos em setembro. Mas, dessa vez, depois de subtrair o conteúdo do computador que deveria consertar, o criminoso enviou uma mensagem com ameaças à mãe da vítima.

Técnico pediu R$ 2 mil para não divulgar conteúdo íntimo

A mulher levou o PC para revisão em março de 2019. De acordo com o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), o técnico pediu a senha para a cliente a fim de instalar programas necessários para o conserto. Ela deu a senha e, dois meses depois, o técnico ameaçou divulgar suas fotos e vídeos íntimos, caso não recebesse o pagamento de até R$ 2 mil.

Mas o técnico de informática também fez outras vítimas: ele roubou a senha do cartão de crédito de outro cliente, e a usou para obter vantagens equivalentes a R$ 51 mil. Diante disso, o MPDFT pediu a condenação do técnico.

Ao condenar o profissional, o juízo da 3ª Vara Criminal de Brasília apontou provas que indicam a tentativa do homem em constranger a mãe da vítima, ao ameaçar divulgar as fotos íntimas da filha na internet. O juiz ainda afirmou que a forma pela qual o acusado quis obter o dinheiro é considerada ilícita, o que agrava ainda mais a pena, pelo crime de extorsão.

Para o juiz, há um “robusto acervo probatório”, ou seja, excesso de provas, contra o técnico. O magistrado também observou que o próprio acusado confessou o crime espontaneamente, o que pesa ainda mais na condenação:

“Como se vê, foram apresentados de forma firme e coesa, e, associados à confissão espontânea do acusado, ratificam integralmente os elementos indiciários que subsidiaram a denúncia.”

Especialista dá dicas para escolher assistência técnica

Quanto a escolha de uma assistência técnica, é necessário tomar alguns cuidados. Nem todos os procedimentos de revisão precisam de senha. Principalmente na troca de componentes e partes dos computadores.

Quando o problema é de software, especialistas ouvidos pelo Tecnoblog dizem que o técnico pode se beneficiar da senha para fazer ajustes.

“Nesse caso pode ser possível criar uma conta de administrador separada com configurações limitadas. Dessa forma a revisão consegue acesso ao dispositivo, mas os arquivos pessoais permanecem com outro nome de usuário”, conta Viviane Cardial, da Info Preta, assistência que oferece serviços para mulheres negras e pessoas de baixa renda.

Ela também afirma que a escolha de uma assistência técnica deve ser como a de qualquer outro serviço ou produto: o cliente deve sempre checar com outras empresas e comparar preços e tempo de entrega do produto, para evitar golpes:

“Outra coisa super importante é o preço e o tempo necessário para concluir um serviço: se sair muito barato em relação ao resto do mercado, e em comparação com o preço das peças que devem ser trocadas, desconfie. A mesma coisa se for um serviço feito em pouco tempo — o técnico pode demorar demais pelas razões erradas.”