Início » Telecomunicações » Claro lança internet fixa de 1 Gb/s e reduz preço da NET Virtua de 500 Mb/s

Claro lança internet fixa de 1 Gb/s e reduz preço da NET Virtua de 500 Mb/s

Banda larga gigabit da Claro NET tem upload baixo; plano de internet com 500 Mb/s ganhou redução de preço

Por

A Claro divulgou novidades no seu portfólio de banda larga e lançou plano de internet de 1 Gb/s da NET Virtua, com tecnologia de cabo coaxial ou fibra óptica. O preço do serviço não é baixo, mas a operadora aproveitou o lançamento para reduzir o valor cobrado no plano de 500 Mb/s.

Cable Modem da banda larga Claro NET Virtua. Foto: Lucas Braga/Tecnoblog
Cable Modem da banda larga Claro NET Virtua. Foto: Lucas Braga/Tecnoblog (Imagem: Lucas Braga/Tecnoblog)

Assim ficaram os planos:

Velocidade de downloadVelocidade de uploadPreço mensal
50 Mb/s10 Mb/sR$ 79,99 no combo
R$ 99,99 na contratação individual
250 Mb/s25 Mb/sR$ 99,99 no combo ou contratação individual
500 Mb/s35 Mb/sR$ 129,99 no combo
R$ 169,99 na contratação individual
1 Gb/s35 Mb/sR$ 399,99 no combo ou contratação individual
Valores referentes a São Paulo (SP) com tecnologia de cabo coaxial (HFC) e podem variar conforme a localidade.

Além de trazer o plano de 1 Gb/s, o novo portfólio reduziu o preço da banda larga de 500 Mb/s. Anteriormente, a Claro comercializava a velocidade por R$ 159,99 por mês no combo ou R$ 179,99 na contratação individual.

Outro detalhe é que os valores da tabela são válidos para pagamento com débito automático. Quem optar pelo boleto bancário convencional deverá pagar um adicional de R$ 5 mensais. O prazo de fidelidade é de 12 meses, e quem cancelar a internet antes do término do contrato deverá pagar uma multa proporcional ao período restante.

Os planos de banda larga da Claro também incluem acesso a apps que variam conforme o pacote escolhido, como NOW, Skeelo Audiobooks, Proteção Digital McAfee e Busuu.

A velocidade de 1 Gb/s traz um adicional interessante: o cliente tem direito a um Ponto Ultra incluso, que nada mais é do que a instalação de um cabo de rede extra que sai do modem e vai até outro cômodo da sua casa. Nos demais planos, o serviço é comercializado por R$ 150 dividido em três faturas e sem mensalidade adicional nos meses seguintes.

O regulamento também estabelece a tão temida franquia de dados, e no plano de 1 Gb/s o pacote imposto é de 3 terabytes. A gente sabe que existe uma medida cautelar em vigor da Anatel que proíbe o corte do acesso ou redução de velocidade, mas a própria Claro já foi denunciada aqui no Tecnoblog por limitar a internet de usuários que ultrapassaram a marca dos 4 terabytes por mês.

De acordo com a Claro, o plano de 1 Gb/s estará disponível em mais de 300 cidades, mas apenas em “endereços atendidos pela rede da operadora e habilitados tecnicamente para a nova velocidade”.

Internet gigabit da Claro é mais barata que da Oi Fibra

Das grandes operadoras, apenas Oi e Claro comercializam oficialmente planos com velocidade de 1 Gb/s para pessoa física. Comparando os preços entre as duas, a Claro sai na vantagem.

A Oi Fibra de 1 Gb/s é comercializada por R$ 499,90 ao mês com pagamento em débito automático. Quem optar pelo boleto convencional deve acrescentar R$ 20 na mensalidade.

Modem utilizado pela Oi Fibra (Imagem: Lucas Braga/Tecnoblog)
Modem utilizado pela Oi Fibra (Imagem: Lucas Braga/Tecnoblog)

Outra concorrente relevante é a Vivo Fibra, e seu maior plano de internet tem velocidade de 600 Mb/s. O preço é salgado, e tem mensalidade de R$ 299,99.

A TIM Live também deve (re)lançar um plano de 1 Gb/s até o final do ano, mas os preços ainda não foram divulgados pela operadora.

Upload da internet de 1 Gb/s da Claro é vergonhoso

Um grande detalhe que não pode passar despercebido no novo plano gigabit da Claro é o upload. São apenas 35 Mb/s de velocidade de envio, o que é completamente desproporcional com download de 1 Gb/s. Enquanto outras operadoras dão upload com 50% do download, o pacote gigabit da Claro entrega apenas 3,5%.

Essa limitação ocorre porque a Claro utiliza a tecnologia de cabo coaxial para entregar banda larga, que permite velocidades de upload menores que na fibra. A operadora até tem pacotes com upload maior, mas a contratação é restrita aos locais com tecnologia FTTH, cuja cobertura é limitada a pouquíssimas ruas de São Paulo e a novas cidades que ganharam rede fixa a partir de 2018.

Plano de 1 Gb/s da Claro tem apenas 35 Mb/s de upload (Imagem: Reprodução)

Dos 9,8 milhões de clientes de internet da Claro, apenas 545,7 mil contratos são conectados por fibra óptica. Nas suas campanhas publicitárias, a tele exalta que sua banda larga é “com fibra”, mas isso significa que a fibra óptica chega até o poste e não dentro da casa do cliente como na Oi Fibra e Vivo Fibra.

Sendo assim, o upload da banda larga da Claro por cabo coaxial é vergonhoso. Enquanto a operadora entrega 35 Mb/s no plano de 1 Gb/s, a Oi Fibra entrega 500 Mb/s no pacote similar. Já a Vivo entrega 300 Mb/s de velocidade de subida no pacote de 600 Mb/s.

Por sinal, os planos mais básicos das concorrentes já entregam experiência de upload melhor que o pacote mais caro da Claro:

  • A Oi Fibra de 200 Mb/s tem upload de 60 Mb/s e custa R$ 99,99 por mês;
  • A Vivo Fibra de 200 Mb/s tem upload de 100 Mb/s e custa R$ 99,99 por mês;
  • A TIM Live de 300 Mb/s tem upload de 150 Mb/s e custa R$ 93,50 por mês.

Na fibra, upload do plano de 1 Gb/s da Claro compete com Oi e TIM

A rede fixa da Claro para fornecimento de internet banda larga alcança 34,3 milhões de domicílios. No entanto, apenas 2,8 milhões de casas podem contratar o serviço com fibra óptica de verdade, o que equivale a pouco mais de 8%.

Nas localidades atendidas com tecnologia FTTH (quando a fibra chega dentro da casa do cliente), as velocidades de upload são maiores e correspondem a metade do download:

Banda larga da ClaroUpload no caboUpload na fibra óptica
50 Mb/s10 Mb/s25 Mb/s
250 Mb/s25 Mb/s125 Mb/s
500 Mb/s35 Mb/s250 Mb/s
1 Gb/s35 Mb/s500 Mb/s

🔄️ Atualização em 21/10: a Claro alterou o upload da banda larga de 1 Gb/s na fibra óptica para 500 Mb/s. No momento da publicação da matéria a velocidade de subida era de 250 Mb/s.