Início » Computador » O que é o PowerShell do Windows?

O que é o PowerShell do Windows?

Ferramenta de automação do Windows; saiba o que é o PowerShell e quais são suas principais funções no sistema Microsoft

Por

O objetivo é ajudar profissionais de tecnologia que podem não ser desenvolvedores de software a construir scripts e ferramentas eficientes. Veja abaixo, o que é o PowerShell do Windows e como funciona essa ferramenta para automatizar funções dentro do sistema operacional da Microsoft.

O Windows PowerShell é um ambiente de comando orientado a objetos interativo com recursos de linguagem de script que utiliza pequenos programas chamados cmdlets para simplificar a configuração, administração e gerenciamento de ambientes heterogêneos em tipologias autônomas e em rede, utilizando protocolos remotos baseados em padrões (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)
O que é PowerShell do Windows? (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

Automatizando

PowerShell é a plataforma de script e automação da Microsoft. É uma linguagem de script e um ambiente de comando interativo criado no .NET Framework. Para entender melhor é útil entender como ele é usado.

Em uma definição clássica: “O Windows PowerShell é um ambiente de comando orientado a objetos interativo com recursos de linguagem de script que utiliza pequenos programas chamados cmdlets para simplificar a configuração, administração e gerenciamento de ambientes heterogêneos em tipologias autônomas e em rede, utilizando protocolos remotos baseados em padrões.”

Benefícios do PowerShell

Um dos principais benefícios do PowerShell é a capacidade de se conectar remotamente a outro sistema. Um administrador pode usar uma sessão remota para se conectar a um servidor que não está no mesmo local físico e executar comandos como se estivesse trabalhando diretamente neste servidor.

Uma ampla gama de tarefas administrativas pode ser realizada remotamente, economizando horas de tempo dos profissionais de TI. Ele também permite que os administradores executem os mesmos comandos em vários servidores ao mesmo tempo, proporcionando mais benefícios de economia de tempo.

Tela inicial do PowerShell (Imagem: Leandro Kovacs/Reprodução)
Tela inicial do PowerShell (Imagem: Leandro Kovacs/Reprodução)

Quando se trata de criar scripts do PowerShell, a capacidade de executar tarefas e etapas consistentes repetidamente é um grande benefício para os administradores. A ferramenta automatiza muitas tarefas, desde a implantação completa de um novo servidor em um ambiente virtual até a configuração de novas caixas de correio no Microsoft 365 e um host de funções adicionais intermediárias.

O que pode ser feito?

Antes de qualquer coisa, é importante observar que o PowerShell não vai desaparecer. Apesar da mudança das telas verdes e da CLI para interfaces gráficas de usuário para quase tudo o que é feito, há uma tendência de mover as coisas de volta para a CLI. Existem muitas razões para isso, mas uma delas gira em torno do ciclo de vida do desenvolvimento.

Em segundo lugar, quando se começa a entender tudo o que pode ser feito com o PowerShell, ele abre um novo conjunto de recursos. De automação básica a scripts avançados, a ferramenta pode fornecer uma abundância de oportunidades para simplificar tarefas e economizar tempo.

Ele é integrado a quase todos os produtos da Microsoft. Na verdade, existem certas ações em produtos populares como Microsoft 365 e Server 2016 que não podem ser feitas com uma GUI e só podem ser feitas com o PowerShell. A capacidade de automatizar com o PowerShell torna sua compreensão uma habilidade valiosa para os profissionais de TI.

Com informação: Adam the automator, CCB Technology.