Início » Finanças » “Bitcoin tem valor nesse preço?”, questiona André Esteves em áudio vazado

“Bitcoin tem valor nesse preço?”, questiona André Esteves em áudio vazado

Sócio do banco BTG Pactual, André Esteves diz que preço do bitcoin (BTC) está "barato", mas afirma não ter interesse na criptomoeda

Por

André Esteves, bilionário brasileiro e sócio do BTG Pactual, afirmou em um áudio vazado de uma conversa com investidores que o bitcoin (BTC) estaria “barato”, mesmo sendo cotado acima dos US$ 60 mil. Enquanto o banqueiro disse acreditar que o ativo digital possa ultrapassar os US$ 200 mil, ele também deixou claro que não é um entusiasta e que não tem interesse na criptomoeda.

André Esteves, sócio do BTG Pactual
André Esteves, sócio do BTG Pactual (Imagem: Reprodução/ LinkedIn)

O ex-CEO do BTG Pactual conversou com investidores em uma reunião fechada na última quinta-feira (21). O áudio vazado foi obtido pelo portal Brasil 247 e chamou a atenção inicialmente pela suposta relação que Esteves afirmou manter com autoridades brasileiras, como com o Deputado Federal Arthur Lira e com o presidente do Banco Central Roberto Campos Neto. Além disso, o empresário também disse ter influência sobre diversos setores.

Entre os temas discutidos no encontro, Esteves comentou sobre o bitcoin, as criptomoedas, blockchain e finanças descentralizadas (DeFi). Para ele, o preço do ativo digital está ainda baixo, comparando a moeda digital ao ouro. No entanto, ele disse não ter interesse em investir em nenhum dos dois, ainda que reconheça o potencial gigantesco de valorização.

“O bitcoin tem valor nesse preço!? (negociado entre US$ 65 mil e US$ 66 mil no dia da gravação). Eu não sou um entusiasta. Se alguém quiser fazer alguma coisa aqui, eu recomendaria uma parcela pequena do patrimônio para poder testar, entender e aprender…”

André Esteves, sócio do BTG Pactual.

Durante a conversa, o bilionário comentou sobre um diálogo que teve com um executivo do Softbank sobre o investimento em bitcoin. “Ele disse para mim: ‘André, isso aqui é digital gold, vai valer US$ 200 mil’, e eu até acho que é possível, eventualmente, porque há uma bolha atômica rolando por aí.”

Blockchain e DeFi devem moldar futuro sistema financeiro

Bitcoin e dólar
Criptomoedas e dólar americano (Imagem: David McBee/Pexels)

Esteves pode ter dito que não tem interesse pelo bitcoin, mas o mercado de criptomoedas, a tecnologia blockchain e especificamente as finanças descentralizadas vão, em sua opinião, moldar o sistema financeiro da próxima década.

“Me atrai muito o ecossistema que vai vir das criptos, esse mundo de blockchain, DeFi, na próxima década a maneira como a gente vai interagir financeiramente falando vai mudar totalmente muito em linha com essas tecnologias. Então eu acredito muito em moedas funcionais em cripto, acho que os bancos centrais vão criar moedas digitais”.

Destacando o valor das criptomoedas pelo seu uso prático, Esteves também lembrou que o bitcoin dificilmente vingará como uma moeda global por sua volatilidade. Ainda assim, o banqueiro reconheceu a utilidade do ativo digital como reserva de valor para se proteger da inflação, destacando o que vem acontecendo em países como a Turquia, Argentina e Venezuela. Nesse aspecto, o bitcoin o deixa “intrigado intelectualmente”.

Com informações: Brasil 247