Início » Finanças » Ether registra novo recorde de preço após importante atualização da rede

Ether registra novo recorde de preço após importante atualização da rede

Ether, criptomoeda nativa da Ethereum, atinge novo recorde de preço após atualização "Altair" entrar em vigor e aprimorar "proof of stake" no blockchain

Por

O ether (ETH), a segunda maior criptomoeda em valor de mercado, bateu um novo recorde de preço nesta sexta-feira (29) após uma importante atualização chegar na rede Ethereum na quarta-feira. Chamada “Altair”, o update foi essencial para a tão aguardada versão 2.0 do blockchain e para a transição completa para o modelo “proof of stake”.

Ether é a segunda maior criptomoeda em valro de mercado (Imagem: Executium/ Unsplash)
Ether é a segunda maior criptomoeda em valor de mercado (Imagem: Executium/ Unsplash)

De acordo com o índice CoinDesk, o ether chegou a ser negociado por US$ 4.458 nesta tarde de sexta-feira. Trata-se do mais novo recorde de preço do ativo digital, atingido após uma valorização de 7% nas últimas 24 horas.

Ether bate novo recorde de preço (Imagem: Reprodução/ CoinDesk)
Ether bate novo recorde de preço (Imagem: Reprodução/ CoinDesk)

Atualização Altair introduz “proof of stake” na Ethereum

Atualmente, a Ethereum opera sob um modelo “proof of work” (PoW), considerado por muitos como pouco otimizado. Nele, mineradores precisam competir para conseguir minerar um bloco de dados para validar as transações envolvendo a criptomoeda. No entanto, muito se discute sobre os duros impactos ambientais decorrentes do consumo energético exacerbado incentivado por esse modelo.

Por isso, a rede planeja migrar completamente para um modelo “proof of stake” (PoS) em 2022. Assim, os usuários só poderiam validar as transações conforme a quantidade de moedas que possuem. Na prática, o PoS exigirá menos energia do que o PoW, reduzindo o impacto ambiental do Ethereum em até 99%, de acordo com Tim Beiko, coordenador dos desenvolvedores do protocolo da Ethereum, à CNBC.

Essa migração completa ainda não está tão próxima de acontecer, mas a atualização Altair é um importante passo para chegar lá. Trata-se do primeiro update que altera a Beacon Chain, lançada em dezembro de 2020. Esse protocolo é muito importante porque introduz o modelo PoS à rede Ethereum, mesmo que não seja aplicado a transações ainda.

Altair é pré-requisito para Ethereum 2.0

Ether, criptomoeda nativa da rede Ethereum (Imagem: Peter Patel/ Pixabay)
Ether, criptomoeda nativa da rede Ethereum (Imagem: Peter Patel/ Pixabay)

Atualmente, a Ethereum trabalha simultaneamente com PoS e PoW, funcionando paralelamente uma com a outra. Ambos modelos possuem validadores, mas apenas o PoW processa as transações dos usuários. O Becon Chain deverá ser totalmente fundido à rede em 2022, finalizando a migração para PoS.

Altair é importante porque é uma espécie de teste para garantir que a Beacon Chain “funcione corretamente”, disse Beiko à CNBC. “Isso mostra que somos capazes de atualizar o mecanismo de PoS e essa é uma pré-condição para a migração no próximo ano”, explica ele.

Além de atualizar a Beacon Chain, a Altair também implementou duas mudanças importantes na Ethereum: adicionou suporte para “clientes leves” ou dispositivos de baixa potência, como telefones celulares que podem verificar transações, o que promove a descentralização da rede e aumentou as penalidades para validadores que estão inativos ou frequentemente offline, entre outras coisas.

Com informações: CNBC