Início » Jogos » Não gosta de academia? Jogos interativos ajudam no combate ao sedentarismo

Não gosta de academia? Jogos interativos ajudam no combate ao sedentarismo

Estudo da USP comprova que certos videogames podem ser aliados à saúde, evitando sedentarismo e melhorando o condicionamento físico de crianças e adultos de forma divertida

Por

Devido à pandemia da COVID-19, muitas pessoas começaram a buscar formas de praticar atividades físicas dentro de casa. Uma das alternativas encontradas foram os videogames, em especial os interativos com controles de movimento, como Ring Fit Adventure e Just Dance. Um estudo da USP comprovou que usar games para se exercitar é ótimo para adultos e ainda incentiva crianças a mexerem o esqueleto.

Just Dance 2022 (Imagem: Divulgação/Ubisoft)
Just Dance 2022 (Imagem: Divulgação/Ubisoft)

O estudo liderado pelo professor e pesquisador Hugo Tourinho Filho, da Escola de Educação Física e Esporte de Ribeirão Preto (EEFERP) da USP, mostra que jogos interativos são capazes de melhorar o condicionamento físico, a força e até diminuir os níveis de gordura em crianças. Assim, os pequenos podem sair sedentarismo e se divertir ao mesmo tempo.

Além de ajudar crianças, os jogos também podem ser benéficos para adultos. No meu caso pessoal, os videogames me ajudaram a manter meu corpo ativo, mesmo sem frequentar uma academia. Consegui incluir na minha rotina sessões diárias de Ring Fit Adventure e Just Dance no Nintendo Switch para evitar o sedentarismo e tem funcionado.

Inclusive, estou jogando o recém lançado Just Dance 2022 e está sendo ótimo para fazer exercícios enquanto aprendo as coreografias novas. Até já compartilhei aqui no Tecnoblog que essa edição é a melhor de todas e vale muito a pena para quem precisa se manter ativo em casa.

Só que assim como qualquer outra atividade física, é necessário ter disciplina para que os videogames possam melhorar o condicionamento físico. A vantagem dos jogos é que eles são divertidos, então é mais fácil se interessar por exercícios do que fazer repetições monótonas ou correr parado em uma esteira.

Tecnologia pode ser aliada à saúde, defende Tourinho Filho

Tourinho Filho, em entrevista ao Jornal da USP, defende que os videogames interativos trazem a “possibilidade de viver experiências positivas maiores”. Quando uma pessoa faz um exercício e recebe um retorno imediado na forma de pontuação, troféu, ou qualquer coisa do tipo, é comum sentir um impacto positivo na autoestima.

O pesquisador ainda aponta outros benefícios dos games interativos, como a capacidade de evitar problemas futuros. Por exemplo, cada vez mais crianças estão tendo problemas relacionados a níveis altos de triglicerídeos e colesterol. Nesses casos, os jogos podem ajudar a melhorar a saúde desses jovens.

Você, leitor, acha que dá para manter uma rotina bacana de atividades físicas usando videogames? Já tentou usar algum jogo específico pra se exercitar em casa? Compartilha suas experiências com a gente na Comunidade do Tecnoblog!

Com informações: Jornal da USP.