Início » Finanças » Clientes do Banco Inter reclamam de erro em promoção que dava cartão Black

Clientes do Banco Inter reclamam de erro em promoção que dava cartão Black

Banco Inter prometeu cartão Black a quem cumprisse todas as missões de sua Inter Week de investimentos, mas enviou pontuação errada a clientes

Por

O Banco Inter faz anualmente um evento chamado Inter Week, uma semana com uma série de lives sobre investimentos. O maior chamariz, porém, é a promoção que dá cashback em compras ou um upgrade de cartão de crédito. Para ganhar, o cliente precisa aplicar seu dinheiro em produtos distribuídos pela empresa — cada operação gera pontos, e o prêmio depende do placar final. Só que muita gente está reclamado que a companhia não computou corretamente sua participação.

Banco Inter (Imagem: Lucas Braga/Tecnoblog)
Banco Inter (Imagem: Lucas Braga/Tecnoblog)

Para ganhar cartão Black, cliente precisava investir

Na edição deste ano, era possível fazer até 20 pontos na Inter Week. Esse placar dependia de algumas tarefas na plataforma de investimentos: assinar relatórios sobre o mercado financeiro ou cadastrar seu perfil de investidor, por exemplo, davam um ponto cada; na outra ponta, contratar uma previdência privada rendia quatro pontos.

O prêmio mais desejado era um cartão da categoria Black. Na Inter Week, era possível conseguir o upgrade fazendo 19 pontos. Normalmente, só tem acesso a esse produto do banco quem gasta, em média, R$ 7 mil por mês ou tem R$ 250 mil aplicados.

Quase todos os investimentos davam dois ou mais pontos. Assim, não podia ficar faltando nenhum: Tesouro Direto, ações, CDB/LCI/LCA de outras instituições, CRA/CRI, debêntures, fundos e previdência privada. Se algum desses ficasse de fora, o máximo seria 18 pontos. Mesmo assim, dava para cumprir tudo isso com bem menos que os R$ 250 mil exigidos.

O upgrade seria válido por um ano — depois, o consumidor deveria cumprir as exigências padrão para continuar com as vantagens da categoria Black. Entre os benefícios, estão 1% de cashback em todas as compras (contra 0,25% do Gold e 0,5% do Platinum), acesso ilimitado a salas VIP em aeroportos e seguro viagem, entre outras.

Fachada do Banco Inter em Belo Horizonte
Fachada do Banco Inter em Belo Horizonte (Imagem: Divulgação)

Tarefas realizadas não pontuaram

A promoção terminou no dia 29 de outubro. Até essa data, todo dia o Banco Inter mandava um e-mail com a pontuação do dia anterior. Uma semana depois, em 5 de novembro, a empresa mandou o placar final. E foi aí que começou o problema: muita gente diz que recebeu uma pontuação menor do que o esperado.

No Twitter e no Reclame Aqui, há diversos relatos de pessoas que alegam ter cumprido todas as missões mas ficaram com, no máximo, 18 pontos — logo abaixo do limite mínimo do cartão Black. Este foi, inclusive, o meu caso.

Banco Inter promete enviar nova pontuação em 3 dias úteis

Ao Tecnoblog, a assessoria de imprensa do Banco Inter enviou o seguinte posicionamento:

O Inter informa que está tratando os casos dos clientes que questionaram a pontuação final obtida na Inter Week e enviará, por e-mail, as atualizações sobre os pontos dos participantes.

Em contato com o setor de atendimento da empresa, fui informado que os investimentos em fundos terão sua pontuação ajustada por uma equipe interna em até três dias úteis. A promessa é que as divergências serão corrigidas. Outros clientes do Banco Inter também receberam uma resposta com esse prazo: