Início » Telecomunicações » Como descobrir o melhor canal do Wi-Fi para sua casa

Como descobrir o melhor canal do Wi-Fi para sua casa

Evitando interferência de conexões; saiba como descobrir o melhor canal do Wi-Fi para sua casa e ter o melhor desempenho

Por

Todos já passamos por problemas de conexão Wi-Fi, queda de velocidade ou de conexão por interferência. Veja abaixo, como descobrir o melhor canal do Wi-Fi para a sua casa. Os roteadores trabalham com duas bandas de frequência, ter diversos roteadores operando em uma mesma área pode gerar problemas de interferência nas conexões sem fio.

Aparelho marcando sinal de Wi-Fi (Imagem: Stephen Phillips/Unsplash)
Qual o melhor canal de Wi-Fi para sua casa? (Imagem: Stephen Phillips/Unsplash)

Qual é o melhor canal?

A resposta para saber qual o melhor canal é simples, o que estiver sendo menos usado por todos os roteadores próximos ao usuário. Antes de falarmos disso, é necessário entender que em cada frequência, seja 2.4 GHz ou 5 GHz, existem quantidades diferentes de canais.

No espectro da banda de 2.4 GHz, a quantidade de canais disponíveis em cada roteador são 13. Desses 13, somente o canal 1, 6 e 11, não se sobrepõem, em teoria são os melhores para se conectar, mas somente se não estiverem todos os roteadores usando o mesmo canal. Na banda 5 GHz são 24 canais que não se sobrepõem, mas a metodologia para descobrir o melhor é a mesma.

Gráfico do uso de canais na frequência 2.4 GHz no Wi-Fi Analyzer (Imagem: Leandro Kovacs/Reprodução)
Gráfico do uso de canais na frequência 2.4 GHz no Wi-Fi Analyzer (Imagem: Leandro Kovacs/Reprodução)

De uma forma mais simples, o melhor canal, independente da frequência, que não sofrerá interferências de outros roteadores é o que estiver sendo menos utilizado. Para saber essa informação no Windows, assim como no Android, existe o app, Wi-Fi Analyzer, nele é possível ver em gráficos quais canais estão sendo mais usados em cada frequência.

Visualização de todas as conexões próximas, com seus respectivos canais "CA" (Imagem: Leandro Kovacs/Reprodução)
Visualização de todas as conexões próximas, com seus respectivos canais “CA” (Imagem: Leandro Kovacs/Reprodução)

Os roteadores modernos, naturalmente buscam os canais menos congestionados, os mais antigos precisam ser alterados manualmente, na página de configuração do roteador.

Qual é a melhor frequência?

Após definirmos qual é o melhor canal de Wi-Fi, podemos passar para outra dúvida que assombra os usuários, a melhor frequência de banda do Wi-Fi.

A resposta também é simples para essa pergunta: depende. E por que fazer um texto sobre isso? Simples, para ajudar o usuário a decidir na sua atual situação qual é a melhor escolha.

Decidir qual canal Wi-Fi é a melhor opção é altamente subjetivo. Existem inúmeros fatores que podem influenciar qual sinal é realmente melhor em cada caso.

Existem duas bandas Wi-Fi principais: 2.4 GHz e 5 GHz. A banda de 2.4 GHz é tecnicamente mais lenta, mas tem a vantagem distinta de poder cobrir uma área maior do que a banda de 5 GHz.

A banda de 5 GHz é muito mais rápida do que a banda de 2,4 GHz, mas você precisa estar bem perto do roteador, como o raio de ação é menor, o sinal cai mais facilmente. Outro problema da banda 5 GHz é a vulnerabilidade com barreiras físicas como paredes ou portas.

Caso o usuário esteja na mesma sala que seu roteador e seu computador ou smartphone tenha uma linha de visão direta, 5 GHz é a melhor aposta, ela consegue transmitir quase na totalidade a velocidade de conexão. Como a banda de 2,4 GHz tem alcance maior, há uma chance de sofrer interferência, embora isso seja normalmente um problema para roteadores mais antigos.

Estratégias de uso

A melhor forma de adaptar suas conexões Wi-Fi é conectar o dispositivo de acordo com a necessidade dele em específico. Por exemplo, no caso do roteador ficar no mesmo local que o notebook, a melhor opção é deixá-lo conectado na frequência de 5 GHz. Um problema que pode acontecer em notebooks mais antigos é o dispositivo não aceitar esse tipo de conexão, ficando restrito ao 2.4 GHz.

Se a conexão for para seu smartphone, e trabalha-se andando pela casa, ou no escritório, a melhor opção é mesmo o 2.4 GHz, mesmo com perda de velocidade o alcance será maior e sem as interferências de paredes.

Então por que não deixo tudo conectado no 2.4 GHz? É uma opção, porém quanto maior a quantidade de dispositivos conectados na mesma banda proveniente do mesmo roteador, maior será o congestionamento nessa frequência, então além da comum “divisão” de banda para cada dispositivo conectado, poderá haver uma perda pela sobrecarga na frequência.

O que eu faço então?

A melhor abordagem, para roteadores com as duas bandas disponíveis, é diversificar a conexão. Como eu trabalho no quarto, e tenho meu próprio roteador, e não fico mexendo com o celular, deixo a conexão 5 GHz para ele. O meu notebook só conecta em 2.4 GHz, mas a solução para não ter perdas por conta do Wi-Fi foi deixar uma conexão cabeada para ele.

Independente de qual banda opte por conectar, nenhuma chega perto da velha conexão por cabo direto, se for uma opção válida para o seu ambiente, faça-o nos dispositivos que mais puxam conexão: consoles, computador, TVs smart, etc.

Características das frequências

2.4 GHz

  • Maior perda de velocidade de conexão;
  • Tem o raio de cobertura maior para conectar;
  • Dispositivos antigos só se conectam nela.

5 GHz

  • Tem maior velocidade de transmissão;
  • Necessitam de proximidade e visão direta para o roteador;
  • Baixo alcance;
  • Sofrem interferências significativas de barreiras físicas.

Com informação: Setapp, Minim, Techadvisor.