Início » Finanças » Desenvolvedores do shiba inu alertam sobre golpes com a criptomoeda

Desenvolvedores do shiba inu alertam sobre golpes com a criptomoeda

Perfil oficial do shiba inu (SHIB) no Twitter alerta investidores sobre golpes envolvendo falsos prêmios e eventos com a criptomoeda meme

Por

A equipe de desenvolvedores do shiba inu (SHIB), aquela popular criptomoeda baseada em um meme e rival do dogecoin (DOGE), emitiu um alerta sobre recentes golpes envolvendo o ativo. Criminosos estão enganando investidores através de contas que parecem oficiais em diversas plataformas, como Twitter e Telegram.

Logo do Shiba Inu token (Imagem: Divulgação)
Logo do Shiba Inu token (Imagem: Divulgação)

A conta oficial do shiba inu no Twitter publicou um vídeo neste último domingo (21). Nele, a equipe por trás da criptomoeda expôs vários modelos de golpes que vêm ocorrendo nas últimas semanas. Um dos avisos dizia que um grupo falso no Telegram se passava por uma conta oficial da equipe desenvolvedora da moeda digital.

“Estão sendo compartilhados em todas as redes sociais. Os golpistas criam usuários falsos se passam por contas oficiais. Esses criminosos também respondem a postagens”, informaram os desenvolvedores no vídeo compartilhado.

A “memecoin” do momento

Caso você ainda não tenha se deparado com essa criptomoeda baseada em um meme de um cachorro Shiba Inu (sim, o mesmo do dogecoin), o SHIB é a sensação do momento entre as chamadas “altcoins”, alternativas ao bitcoin (BTC) e outras das principais moedas digitais. Sua valorização decolou nos últimos meses e seu valor de mercado superou o de seu rival.

Enquanto esse hype pela “memecoin” de cachorro atraiu tanto investidores sérios quanto uma legião de fãs que a compra exclusivamente pelo meme, os golpistas também viram uma oportunidade de ouro para vitimar usuários leigos e iniciantes no mundo cripto.

Como funcionam os golpes com shiba inu

Os desenvolvedores da moeda digital explicaram como alguns golpes estão funcionando na esperança de alertar a comunidade e evitar que o prejuízo acumulado siga aumentando. A maioria dessas fraudes ocorre no Twitter e no Telegram.

O primeiro passo dos criminosos é a falsificação de contas oficiais, usando de hashtags como #shib, #shibarmy, #leash, #shibaswap e #bone para aparecer em buscas e procurar vítimas. Eles então lançam “promoções”, falsos eventos, bônus, brindes e sorteios para tentar conseguir informações das carteiras digitais dos alvos, como endereço, credenciais e chaves privadas.

Segundo a postagem, alguns golpistas podem pedir informações de e-mail, redes sociais e até mesmo o envio de tokens para determinada carteira digital para participar desses tais “eventos” e falsos prêmios. A conta oficial do SHIB no Twitter também reforça que não há absolutamente nenhuma iniciativa do tipo em andamento.

As orientações podem parecer óbvias, mas é sempre necessário reforçar:

  • “Não compartilhe as chaves de suas carteiras com ninguém”.
  • “Não forneça seu e-mail, endereço de carteira ou qualquer senha”.
  • “Não se junte a grupos fraudulentos no Telegram”.
  • “Não envie aos golpistas qualquer token”.
  • “Não responda a bots ou perfis falsos nas redes sociais”.
  • “Bloqueie, reporte e se mantenha alerta”.