Reconhecido por muitos como um dos melhores softwares livres para edição de imagens (e odiado pelos puristas que não aceitam alternativas ao Photoshop), o GIMP já pode perfeitamente ser usado profissionalmente por quem não quer gastar os tubos com programas pagos. O problema está na principal reclamação de quem torce o nariz para o GIMP: a falta de diferentes pincéis e ferramentas extras já prontas e instaladas pode ser um pouco limitante, exigindo mais trabalho ou tornando criações mais complexas inviáveis.

Mas e se pudéssemos aumentar sem grande esforço a capacidade do GIMP, instalando centenas de novas ferramentas? É o que propõe o Gimp Paint Studio, um conjunto de pincéis, gradientes, padrões e outras ferramentas para o GIMP que é liberado para uso pela licença Creative Commons, e que pode ser instalado sem maiores complicações até por quem não é usuário avançado. E é justamente a instalação desse pacote que mostraremos como fazer a partir de… agora! 🙂

Instalação do Gimp Paint Studio

Estou partindo do princípio de que você já possui o GIMP instalado em seu computador. Caso contrário, você pode baixar e instalar a versão para Windows aqui, e a versão para Mac OS X aqui. As versões para Linux quase sempre já vêm instaladas por padrão, e você pode usar o gerenciador de programas da sua distro para baixá-lo e instalar.

Download | GIMP
Baixatudo | GIMP

Com o GIMP instalado, baixe a última versão do GPS no site do projeto (no momento, a versão mais nova é a 1.5.0 beta). Depois de baixar, descompacte o arquivo em qualquer lugar e você terá toda uma estrutura de pastas. Aqui, começa a jogada. Dependendo do sistema operacional você está usando, a pasta do GIMP pode estar em uma localização diferente. Por padrão, se você está com o GIMP 2.6 instalado, você deverá encontrá-las aqui:

  • Windows 7: C:\Documents and Settings\usuário\.gimp-2.6
  • Mac  OS: /Users/usuário/Library/Application Support/Gimp
  • GNU/Linux: /home/usuário/.gimp-2.6

Troque “usuário” pelo seu nome de usuário e pronto, a pasta estará lá. Perceba que a estrutura criada pelo GPS é bem parecida com a estrutura do GIMP, certo? Temos pastas “brushes”, “gradients”, “palettes” e outras. Então, se você quiser adicionar apenas novos pincéis ao GIMP, arraste (ou copie e cole) a pasta “brushes” da pasta criada pelo GPS para a pasta da sua instalação do GIMP. Se quiser instalar todas as novas ferramentas, arraste todas as pastas. Simples assim, nenhum arquivo será sobrescrito.

Captura de tela do Windows Explorer (Windows 7)

Basta arrastar de uma pasta para outra | Clique para ampliar

Existem dois arquivos extras: sessionrc e toolrc. Esses arquivos mudam a posição e ordem das janelas do GIMP e adicionam as configurações necessárias para as ferramentas do GPS, respectivamente. A cópia desses arquivos não é obrigatória, até pelo fato deles sobrescreverem as configurações existentes. Antes de copiá-los, faça um backup dos arquivos originais, assim será mais fácil retornar à configuração padrão caso você não tenha gostado do GPS.

Usando o GIMP com mais recursos

Pronto, inicie (ou reinicie) o GIMP, e as novas funções estarão lá. Agora, é começar a brincar e remover aquele PhotoShop pirata que você tem instalado aí. 🙂

Infelizmente, minhas habilidades como designer se resumem a basicamente recortar print-screens (essa aí de cima ficou realmente boa, não?), então não poderei testar algumas das ferramentas novas, mas se você ainda não está convencido da capacidade do GPS, confira o vídeo abaixo, mostrando o que é possível fazer com o combo GIMP + GPS:


(YouTube)

Além disso, na própria página do projeto há uma coleção de tutoriais que você pode assistir ou até baixar. Divirtam-se!

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

lucianofreitas2009
valeu! me confundi todo na hora de extrair as pastas do GPS, mas seu post clareou tudo. quanto ao uso (ou mau-uso) da expressão "profissionalismo" que encontrei neste debate: quem acha que depende deste ou daquele software para produzir algo, tem de voltar a desenhar e pintar na prancheta, só para lembrar quem é que manda em quem... os dois softwares dão conta do serviço: quem pode pagar deve pagar pelos dois!
Maguely
Hello Edi! Isso em pscologia é medo de abandonar a "zona de conforto":))) Em história é o "mito da caverna" (medo de experimentar o novo:)) ABÇ
@Gabr1990
o GIMP é show :)
William
Obrigado pela dica do seu post, Paulo Graveheart. Comentaram mais os sexos dos anjos (GIMP X PHOTOHOP) do que a qualidade do seu post. Mas você deve imaginar que isso faz parte. Não conheço bem o Photoshop mas sempre me virei bem profissionalmente com o GIMP. Nunca descumpri prazos. Acredito que a última versão do Photoshop deve ser bem melhor que a última versão do GIMP. E até acho que o Photoshop tem obrigação de ser melhor dado o preço que cobram por ele, a quantidade de pessoas sendo bem pagas para desenvolvê-lo e o tempo que ele existe no mercado. Mas imagino como a disputa estaria bem mais acirrada se ambos tivessem nascido na mesma época e tivesse o mesmo apoio publicitário e/ou patrocínio. Para finalizar minha contribuição, enquanto minhas necessidades profissionais forem supridas com GIMP não pretendo comprar o Photoshop ou outro programa caro e proprietário. Certamente o cliente que precisar de um recurso surpreendente ou ultra rápido, que o GIMP não seja capaz de produzir, também estará disposto a pagar bem mais por isso e não exitarei em comprar um Photoshop ou outro qualquer. Porque gostar mais do Photoshop do que do GIMP e usar pirataria não dá nem pra argumentar. Ah e compartilhar músicas na web também está errado viu? rsrs. E desrespeito a direitos autorais do mesmo jeito. Só para por mais lenha...
Hernani
O GIMP já tem muitas qualidades presentes no Photoshop, mas como dito, o Photoshop é para uso estritamente profissional, e possui uma melhor gama para quem já conhece a ferramenta, mas o GIMP esta se mostrando cada vez mais completo.
Daniel Luiz
E voce acha isso bonito??? Prefere a alternativa ilícita à gratuita? Concordo que, quando algo custa mais do que vale(ex: musicas no brasil), voce procure alguem que queira "compartilhar", mas se existe um concorrente a altura e gratuito (mais leve, menor...) pra que ir para a ilegalidade? Cara, dei uma olhada em seu website e te garanto que tudo o que eu vi la é possivel fazer o mesmo, com a mesma qualidade no GIMP. Uso o gimp a anos somente para recreaçao, e te digo com total propriedade que é um programa capaz e bem completo, basta a pessoa ter disposiçao e capacidade de aprender algo novo.
Daniel Luiz
Aluga um barraco e vai morar com ele... ahuahuhauhauhau
Daniel Luiz
Cara, da uma pesquisada antes de comentar bobeira, procura no google que voce vai ver a quantidade de tutoriais para o Gimp...
Guilherme Mac
Tem bolso pra tudo. Se alguém quiser pagar mais de 2 mil Reais só pra facilitar a busca na internet...
EDI LOPES
eu tenho a tese que a propria adobe disponibiliza as ferramentas para se piraterar o PS, eh tao facil que ate se faz atualizacoes dele direto do site da Adobe. Photoshop ja ate virou verbete, quem nunca ouviu coisas do tipo PHOTOSHOPADA. O meu photoshop eh piratazao ms na empresa onde trabalho fiz eles comprarem o original, ( nem precisava do original mas sabe como eh neh a gente tem que colaborar de alguma forma, entao resolvi colaborar com o dinheiro dos outros
EDI LOPES
mando bem fante,
Rodrigo Fante
Eu nunca testei, usei o Gimp por um 1 dia e foi o bastante para me irritar com a falta de performance em arquivos grandes. Porém já ouvi falar que esse GIMPShop melhora muito a interface, mas ainda sim não resolve 100% do problema, embora já o deixe utilizável.
Daniel Luiz
Faço melhor muitas ediçoes no GIMP que muito "profiçionau do fotoxhope"
Rodrigo Fante
Eu gosto e comprai meu Photoshop, em um mundo ideal todos que usam ele para fazer dinheiro fariam o mesmo.
Gabriel Bemfica
Só uma pequena dica: se o problema é a interface, existe uma versão customizada do GIMP, chamado GIMPShop, que imita muito bem a interface do PS. Nunca usei, mas ouvi falar bem do programa.
Exibir mais comentários