Início » Brasil » Google domina geral nas buscas do Brasil

Google domina geral nas buscas do Brasil

Por
7 anos e meio atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

Quando você precisa fazer uma pesquisa na internet, recorre a qual ferramenta de busca? Se a sua resposta é Google, fique sabendo que as suas buscas fazem parte dos 92,15% de participação de mercado que o buscador tem aqui no Brasil. Isso mesmo: 92,15%. A empresa de Mountain View praticamente não tem concorrentes no país.

Quem revela isso é a Serasa Experian, uma empresa focada em marketing digital. Eles analisam os dados semanais de 500 mil pessoas, que representam a totalidade população brasileira. Considerando-se essa amostragem, chegou-se à conclusão de que o Google ganha qualquer outro buscador de lavada. Para você ter uma ideia, o segundo colocado é o Bing, com míseros 3,67% das buscas feitas no trimestre encerrado em 29 de janeiro.

Confira abaixo a lista dos 10 buscadores mais usados no Brasil:

  1. Google Brasil – google.com.br (92,15%)
  2. Bing – bing.com (3,67%)
  3. Google – google.com (2,06%)
  4. Google Portugal – google.pt (0,94%)
  5. Yahoo Brasil – br.search.yahoo.com (0,62%)
  6. UOL Busca – busca.uol.com.br (0,23%)
  7. Ask – ask.com (0,14%)
  8. Yahoo – search.yahoo.com (0,077%)
  9. Google Espanha – google.es (0,026%)
  10. Google Reino Unido – google.co.uk (0,016%)

Já que não sou bom de matemática, corri para a calculadora e somei a participação de mercado de todos os serviços fornecidos pelo Google. No total, a empresa detém 95,2% das buscas na internet brasileira, por meio do Google Brasil e das demais versões do site focadas em outros países.

Eu acho que é razoável desconfiar de que a posição privilegiada do Bing nesse ranking só é possível porque a Microsoft enfia as ferramentas de busca de seu serviço de pesquisas goela abaixo. E aí fica a pergunta: qual seria o market share do Bing se o Messenger ou o Internet Explorer não viessem de fábrica ajustados para realizar as buscas nesse serviço?

Sou obrigado a confessar, porém, que não imaginava que o Google tinha uma participação tão grande nas pesquisas brasileiras. Eu poderia jurar que a empresa não chegava aos 85%, repetindo o que faz em alguns mercados estrangeiros. Errei feio, se considerarmos os dados da Serasa Experian. Você também ficou surpreso?