Início » Brasil » Apple Brasil vence disputa para usar marca iPad

Apple Brasil vence disputa para usar marca iPad

Avatar Por

A Apple venceu uma disputa com a empresa brasileira Transform, que comercializa um aparelho médico chamado i-PAD. A empresa da maçã conseguiu parecer favorável à nulidade do registro da marca no Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI). Mas não pense que a briga acabou, pois os advogados da Transform já disseram que vão recorrer dessa decisão. | MacWorld Brasil

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Vitor
Amanhã eu vou lançar o Gugle. Passa lá ;)
Ricardo Russo
"Uma das ações da Transform pede que a Apple pare de usar a marca "iPad" no Brasil, enquanto a outra é referente a uma indenização pelo "dano causado com o uso indevido da marca no País", com valor ainda não estipulado." MacWorld Brasil. Sem noção exigir que uma marca multinacional deixe de usar um novo por causa de uma marca nacional. A Transform registrou a marca em 2007, quando já havia iPod's e iMac's pra todo lado.... é disso que se refere a briga na justiça, marca internacional mais antiga contra marca nacional mais recente....
Ricardo Russo
O negócio é que, independente de serem grandes ou pequenas, empresas com registros de patentes internacionais têm preferência sobre empresas domésticas. No caso da Apple, iMac, iPhone, iPod, iPad, iTunes, no caso da Transform, I-PAD? Na verdade a decisão é simples e não tem palhaçada alguma, muitos outros tentaram e tentarão registrar iCoisas e não conseguirão pela prioridade ideológica e de mercado que a Apple, IBM, Microsoft e tantas outras empresas multinacionais e globais têm. Resumindo, sempre haverá tentativas de carona da fama dos outros, mesmo com produtos completamente diferentes, como é o caso da Transform.
Caio Furtado
Mas não se tratam de empresas diferentes? Por que houve processo, achei que o Brasil tinham leia quw garantiam isso.
dantemarinho
No mundo quem se dá bem é quem chega primeiro NO NO NO, se vc tem grana, atropela e esmaga o besta que está na frente.
Matheus Oliveira
Pode parecer uma copia barata, se o I-pad fosse um tablet(ou um smartphone ou ainda se ao menos tivesse um S.O), mas é um aparelho cardiaco, não vejo nem como o medico/hospital/clinica achar isso ou ainda a nescessidade de uma pessoa "comum" ter um desfibrilador em casa... Na minha opinião foi um abuso.
Hernani
Empresa tentou se dar bem, acredito que tentarão por tentar mesmo, ver se conseguiam alguma grana por fora
@Victiinhu
Que diferença faz? A Apple nem liga pro Brasil mesmo; o preço do iPad nem vai diminuir.
Thiago Sabaia
Eu acho uma palhaçada isso,cada um tem direito de usar o nome que quer
Rafael The Mist
Me faz lembrar o caso da cachaça Havana, que era anterior ao rum Havana Club e, mesmo assim, PERDEU a briga aqui mesmo no nosso querido Brazil. Anos depois, os parentes de Anísio Santiago (novo nome da cachaça, renomada internacionalmente) ganharam novamente o direito, mas o estrago já estava feito.
Guilherme Mac
Não se aproveitar. i-PAD existia antes, em outro mercado completamente diferente, mas o nome iPad pode prejudicar a imagem do produto. Dá a impressão que o i-PAD é uma cópia barata, como tantos APAD, EPAD, etc.
Matheus Oliveira
Não sei o texto da descisão judicial, mas acho que isso ocorreu porque era OBVIO que a empresa queria se aproveitar do sucesso do ipad...
Guilherme Mac
Não bem assim que funciona. No caso da Red Horse o motivo alegado é q a similaridade da embalagem (!) poderia levar o consumidor ao erro. O nome parecido, com o "Red" na frente, seria um dos motivos, assim com o nome "Energy Drink". Mas o que eu me refiro não é se é justo ou não, mas a tendência de grandes empresas ou grande personalidades ganharem ações como essa (quem não lembra do Prince perdendo o nome pra gravadora?).
Gabriel Silva
Uai, i-PAD é totalmente diferente de iPad... Acho que o i-PAD se pronuncia "ipéd", já o iPad se pronuncia "aipéd"... :P
@golker
Bom, como não sei quando a RedBull foi fundada (só vi que a RedHorse foi em 99), não sei dizer quem tá certo na história. Mas, supondo que fosse a RedBull, era só a RedHorse mudar a fonte e o logotipo dela.. Ia ter uma queda nas vendas de início, mas.. Melhor do que paralisar tudo. E outra, aí tu tá falando de dois produtos do mesmo tipo (energéticos), que tinham similaridades físicas. A única similaridade entre o i-PAD e o iPad, pelo que eu sei, é o fato de usarem energia pra funcionar... Mas também não acho que a dona do i-PAD teja certa em querer processar a Apple por isso, acho que dava muito bem pros dois coexistirem. Dá uma certa sensação de que a Transform quis se promover no sucesso da Apple criando confusão...
Exibir mais comentários