Início » Telecomunicações » Metrô precisa mesmo de sinal de celular?

Metrô precisa mesmo de sinal de celular?

Londrinos ainda não sabem se querem falar ao celular enquanto estão no transporte coletivo. Rio de Janeiro e São Paulo já contam com o serviço.

Avatar Por
9 anos atrás

É curioso como, de tempos em tempos, certas discussões voltam a participar do meio social. Pondo as teorias da Comunicação de lado, o ponto é que os britânicos reiniciaram uma velha polêmica sobre a implementação do sinal de celular dentro dos túneis do metrô de Londres. Chegou a hora de falar ao telefone enquanto usa um dos transportes coletivos mais eficientes do mundo?

Dois sites fizeram uma mesma pesquisa, questionando se os britânicos têm interesse em usar o celular no metrô. Os resultados, porém, só ajudaram a embolar ainda mais o meio de campo. Temos a pesquisa do Good Mobile Phones, que diz que ¾ dos ingleses são contrários à ideia de ter sinal de celular lá debaixo da terra.

Já o Broadband Expert, que conduziu pesquisa bastante similar, afirma categoricamente que “cerca de” 70% dos entrevistados (moradores da cidade, obviamente) disseram ser a favor do celular no metrô. Não é surpresa alguma tomar conhecimento de que os mais velhos foram os que mais disseram não para a pesquisa (acima dos 55 anos), enquanto os jovens com 16 a 17 anos foram os que mais responderam sim.

Metrô de Londres não conta com rede subterrânea de celular

No meio desse furacão está a chinesa Huawei, uma gigante do mundo das telecomunicações. Ela se comprometeu a pagar do próprio bolso algo próximo de 50 milhões de libras para instalar a rede subterrânea de celular. Para você ter uma ideia, seria um investimento na casa dos R$ 135 milhões até os Jogos Olímpicos do ano que vem.

Claro que a fabricante não se propôs a isso por que é boazinha. Muito pelo contrário, os 50 milhões de libras seriam bem recompensados depois que a rede estivesse pronta, pois as operadoras de telefonia celular teriam que pagar para usar essa infraestrutura.

Veja só, pelo menos nisso nós não estamos atrasados. Enquanto os ingleses discutem o sinal de celular no metrô londrino, a cobertura de telefonia no metrô do meu Rio de Janeiro é uma realidade faz tempo (até porque diversas estações são na superfície, o que facilita muito).

Um consórcio paulistano também iniciou faz tempo a instalação da rede de telefonia no metrô de São Paulo. Pelo menos a linha 2-Verde — a que eu mais uso — conta com uma boa cobertura de celular, tanto para conversação como para uso do 3G.

É, nessa os ingleses ficaram para trás.

O que você acha do assunto? Celular no metrô é uma chateação sem tamanho ou inevitável e fruto da vida moderna, cada vez mais conectada?

Com informações: The Telegraph, Broadband Expert.