Início » Internet » Microsoft acusa Google de monopólio na Europa

Microsoft acusa Google de monopólio na Europa

Por
8 anos atrás

A Microsoft entende bem os perigos em potencial que estão envolvidos em monopolizar algum mercado. Como boa parte dos leitores do TB deve lembrar, a fabricante do Windows recebeu uma dura multa quando a Comissão Europeia decidiu que incluir o Internet Explorer no seu sistema era uma prática anti-competitiva em relação ao mercado de navegadores e ainda obrigou a Microsoft a oferecer a tela de escolha. Agora a gigante de Redmond pretende usar o que aprendeu nessa lição contra o Google.

Em uma reclamação oficial para a Comissão Europeia, a Microsoft diz que o Google domina 95% do mercado de buscas europeu e que está praticando táticas que impedem esse monopólio de ser quebrado. Especificamente a empresa cita o caso do YouTube, afirmando que celulares Android e dispositivos iOS têm acesso exclusivo a certas APIs que permitem buscas em categorias de vídeo, favoritos e permitem ver avaliações nos vídeos. Mas o acesso à essas mesmas APIs para dispositivos Windows Phone 7 foram negados pelo Google, o que impede a Microsoft de oferecer um aplicativo do YouTube tão cheio de funções ou tão customizado.

Essa é só uma das diversas acusações. Em um post na rede TechNet o Conselheiro Geral da Microsoft, Brad Smith, ainda cita outros casos em que o Google busca manter seu atual monopólio e impedir a concorrência de crescer, como impedir contratualmente que sites na Europa ofereçam caixas de busca com concorrentes do Google na mesma página.

A denúncia foi enviada ontem e deve ser julgada nos próximos meses. Se a Microsoft tiver feito a lição de casa direitinho, ela pode até ganhar, vejam vocês. Mas ainda é um caso de esperar para ver.

Com informações: The Register.