Anunciado como o primeiro tablet a rodar a plataforma Android 3.0 e usado pelo Google como referência no desenvolvimento do sistema, o Motorola Xoom vai desembarcar no Brasil em breve. Em um evento realizado hoje para a imprensa de toda a América Latina a Motorola Mobility oficializou a sua chegada por aqui e trouxe algumas unidades para exibir antes do início das vendas. Como bom geek, tirei algumas fotos e angariei algumas impressões para postar aqui no TB. Elas estão logo abaixo.

A primeira coisa que notei foi o peso do Xoom. Ele tem pouco mais de 700 gramas, então segurá-lo com uma mão só e tentar não deixá-lo cair foi meio que um desafio pra mim. Outro segundo detalhe menos importante mas que não posso deixar de falar é do nome: eu pronunciava o nome do tablet como ‘choom’, mas a empresa disse ele se fala mesmo ‘zoom’, como lá fora. Mas deixando a gramática de lado, esse foi o primeiro tablet com Honeycomb em que ele passou a ideia de estar mesmo pronto para venda. Todos os demais, como o Optimus Pad e o Galaxy Tab de 8 e 10 polegadas, parecem que ainda precisam ter suas arestas aparadas.

Para quem não lembra as especificações técnicas do Xoom, eis um refresco na memória: processador dual-core de 1 GHz, 1 GB de memória RAM, tela de 10.1 polegadas com resolução de 1280 x 800 pixels, câmera traseira de 5 megapixels com duplo flash de LED, câmera frontal de 2 megapixels, capacidade de armazenamento variando entre 16 e 32GB mas expansível por meio de cartão microSD e saídas USB e HDMI.

Junto com ele, serão vendidos diversos acessórios, não só nas lojas de operadoras como também no varejo. São capas protetoras e até mesmo cases que dobram em certos vincos para deixá-lo apoiado numa superfície plana. Já na área de acessórios eletrônicos, o Xoom também terá um teclado sem-fio e um dock vendidos separadamente, que vão servir para conectar o tablet na TV pela entrada HDMI, além de carregá-lo por uma fonte também.

O Motorola Xoom entrou em pré-venda hoje e está disponível por R$ 1.899,00 na versão com WiFi apenas e com 32 GB de armazenamento. As demais versões devem estar disponíveis no mercado até o final do mês.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Caio Furtado
E tem gente achando que a "fábrica" da Apple vai deixar os iProducts mais baratos, HAHA!
Turdin
Eita preço salgado, acho que vai ser um fail mto grande custando tudo isso...
Gabriel Bemfica
Preço muito alto e o tablet é muito grosso e pesado. Não vai ser um iPad Killer, mas me parece, ao menos até o lançamento por aqui do Galaxy Tab 10.1, que vai ser o tablet com Android definidor de padrões.
Matheus Oliveira
"iPad com Wi-Fi (primeira geração) 32GB R$ 1.699,00" Considerando que os preços serão os mesmo: O Choom(não consigo considera-lo zoom) está mais caro que o produto de uma das empresas mais elitistas do mundo...
Matheus Oliveira
Eu acho que ele está no nivel do Ipad, com um OS no nivel do iOS, pena que esteja com um preço no nivel APPLE...
@malabisabe
Desculpa cara, mas já li várias vezes seu post e até agora não entendi o que vc quis dizer!!!!
Rodrigo Fante
hmm, o que pretende fazer com ele?
Rodrigo Fante
somos 2.
Rodrigo Fante
é, ou um fusca, todos concorrentes.
Victor Romano
Rafael você achou ele muito grosso, principalmente comparando com o iPad?
@germanolsd
O xoom brasileiro vem com google books tbm? Pq o gbooks pra celular ainda ñ ta disponivel no brasil
Guilherme Mac
torcer pro governo considerar o Galaxy um computador, como o iPad brasileira será, pra receber incentivos fiscais, pq por enqto ele é um celular grande.
@brunogdb
Espero também. A Motorola fez a maior besteira em por este preço, e pelo que se encontra por aí, até reconhecerem que um Android 2.3 faz de perfeito, vão adotar o iPad por ser da Apple e se chegar pelos valores da geração 1, vai ficar até mais barato (algo em torno dos 1.600 se não me engano). Motorola deveria ter se preparado mais neste quesito.
@andradevini
Ainda está caro! Nesse preço, ainda vale mais um ipad, por tudo =]
@lucashingis
Rafael, a experiência no Touch não se compara ao do iPad? Digo isso porque, de todos Androids que já mexi, em Samsung e Motorola, a sensibilidade do Touch é horrível se comparado aos da Maçã.
Exibir mais comentários