Início » Brasil » Sem apresentar visto, Bill Gates é obrigado pela PF a deixar o Brasil

Sem apresentar visto, Bill Gates é obrigado pela PF a deixar o Brasil

Empresário passou férias na região amazônica acompanhado de funcionários.

Por
8 anos e meio atrás

A Amazônia pode ser um excelente lugar para passar suas férias, descansar por horas a fio e ainda assim continuar lucrando com as ações milionárias da sua empresa. É justamente isso o que Bill Gates, o co-fundador da Microsoft, fez. Ele só não esperava que a Polícia Federal fosse bater à sua porta no hotel e pedir que mostrasse o visto para entrar no país.

De acordo com o UOL Notícias, Bill Gates e um grupo de funcionários da Microsoft — não fica claro se estamos falando do comando global da empresa ou da subsidiária brasileira — tiveram que deixar o país na madrugada dessa terça-feira, tendo Miami como destino. Gates não teria apresentado o visto para permanecer no país.

As férias de Bill Gates no Brasil começaram em 9 de abril, quando ele desembarcou em Santarém, no Pará, depois de uma viagem em seu jatinho particular. De acordo com a Folha.com, duas embarcações de luxo de Gates foram retidas em Manaus devido à documentação irregular. Depois foram liberadas sem problemas.

O cronograma da viagem compreendeu passeios pelos afluentes do rio Tapajós e comunidades ribeirinhas do Pará, ainda segundo a Folha.com. O pai do Windows não estava junto ao grupo que foi detido na sexta-feira (15) pela Polícia Federal. Essas pessoas contaram a embaixada americana no Brasil, pedindo por suporte.

Na falta do visto que autorizava o grupo a entrar no Brasil (devido à política de reciprocidade, que garante aos estrangeiros o mesmo tratamento que brasileiros têm no exterior), Bill Gates e seus funcionários tiveram que embarcar de volta para os Estados Unidos às duas da matina dessa terça-feira.

Eu procurei a Microsoft Brasil, que prefere não comentar o assunto. O comando global da Microsoft informa que também não comentaria sobre o assunto porque Gates não é mais CEO da companhia.

Falando com exclusividade ao TB, o porta-voz de Gates diz que o empresário não se envolveu diretamente no assunto. “Bill não foi detido pelas autoridades brasileiras”, afirma John Pinette. “Alguns membros da equipe da embarcação que era usada durante a viagem passaram algum tempo com as autoridades brasileiras e posteriormente puderam resolver quais problemas envolvendo vistos”. Questionado especificamente se Bill Gates possui visto para permanecer no Brasil, seu representante preferiu não comentar.

Foto: Flickr – World Economic Forum.

Atualização às 19h34 | O UOL Notícias divulgou uma errata. De acordo com o site, a PF não confirmou a informação de que Gates estava sem visto para permanecer no Brasil, mas sim que ele não apresentou o documento às autoridades.

História em desenvolvimento.

Mais sobre: ,