Início » Software » “Segurança nacional”: governo americano pede que Mozilla delete plugin

“Segurança nacional”: governo americano pede que Mozilla delete plugin

Por
7 anos atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

O mesmo governo que enxerga ameaça no terrorista Osama Bin Laden é o que tenta tirar um plugin do diretório da Mozilla alegando “segurança nacional”. Acredite se quiser, o Ministério da Segurança Nacional (equivalente ao nosso Ministério da Defesa) enviou uma requisição para a produtora do Firefox pedindo que o plugin MAFIAA Fire seja retirado do ar o quanto antes.

Talvez você não conheça o MAFIAA Fire. Basicamente o plugin mantém uma enorme listagem de sites cujos domínios foram retirados do ar por ordem da justiça americana (em especial do próprio ministério). Quando um usuário tenta acessar uma página que está indisponível, ele automaticamente é redirecionado para o novo endereço no qual o site opera — caso os responsáveis pela página tenham criado um domínio alternativo, é evidente.

A unidade de investigações relacionadas a internet do ministério afirma que o plugin em questão burla a proibição de acessar certos domínios ao permitir que seus usuários cheguem diretamente à nova página. Por sua vez, a Mozilla respondeu ao ministério dizendo que simplesmente tirá-lo do ar, sem qualquer informação adicional acerca do assunto, fere a liberdade na internet.

O TorrentFreak entrou em contato com um dos criadores do plugin. Acredite se quiser, ele afirma que o Ministério da Segurança Nacional nunca entrou em contato com eles para nada. Sabe como é, tendo o papel timbrado de uma autoridade, imaginaram que a Mozilla nem leria o documento e já tiraria a extensão do ar. Sorte a nossa que as coisas não funcionam assim (não sempre).

Vale lembrar que um plugin não precisa estar listado no diretório da Mozilla para ser oficialmente reconhecido. Na verdade, ele pode estar hospedado em praticamente qualquer canto dessa grande.