Início » Ciência » Google revela datacenter resfriado pela água do mar

Google revela datacenter resfriado pela água do mar

Avatar Por

O Google mostou nesta quarta-feira o datacenter ecológico que montou na pacata cidade de Hamina, na Finlândia, que tem como grande novidade seu sistema que utiliza as geladas águas do mar local para resfriar seus servidores.

Ainda que as potentes máquinas dos centros de dados consumam um bocado de eletricidade, geralmente a maior parte das contas de energia dos datacentes são infladas pelos custos de refrescar os equipamentos, que geram enormes quantidades de calor, que por sua vez pedem por imensos sistemas de refrigeração para manter as coisas sob controle.

Instalado num prédio levantado nos anos 50 para uma fábrica de papel, o datacenter do país nórdico usa um sistemas de túneis (que, aliás, foi construído junto do prédio) para coletar a fria água do oceano e a colocar em contato com enormes radiadores que dissipam o calor dos servidores. Então essa água quente é misturada ou água gelada e "devolvida ao mar numa temperatura muito próxima a original".

Confira seu vídeo de apresentação:


(YouTube)

Segundo o Google, nenhum sistema de resfriação tradicional é usado na novidade.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Arthur Augusto Sorgi Martins P
usam materiais inoxidaveis naa tubulaçao eu trabalho eu uma industria alimenticia em que uma das materias utilizadas na preparacao dos produtos finais e um sal altamente corrosivo por sinal mas os maquinarios preparados nao corroem por causa do material utilizaod
Arthur Augusto Sorgi Martins P
usam materiais inoxidaveis naa tubulaçao eu trabalho eu uma industria alimenticia em que uma das materias utilizadas na preparacao dos produtos finais e um sal altamente corrosivo por sinal mas os maquinarios preparados nao corroem por causa do material utilizaod
Ricardo Paulino
Muito bom o seu comentário. Acho bacana também a Google mostrar responsabilidade devolvendo a água praticamente na mesma temperatura de quando foi retirada.
Caio Furtado
Não ocorre oxidação, não?!
Flavio
O Google é a empresa do futuro.
Empresas como o Google refletem a nova mentalidade das empresas.
Essa nova geração de cientistas, administradores etc. são fantásticos.
@betotkd
Isso sem falar nos moinhos para geração de energia eolica que aparecem no video... o fato de estar a beira mar em um pais daquela região deve garantir um bom fornecimento.
Tio Z
Acho que voce nao leu a parte do "mistura novamente com agua gelada do mar"
Gabriel Bemfica
A tubulação com certeza é preparada para aguentar a salinidade da água. Os equipamentos, naturalmente, não entram em contato com a água. A técnica usada é a mesma, por exemplo, das geladeiras: a água entra gelada pelos tubos, resfria o ambiente e, quando o a temperatura dela não está mais apta a ajudar nesse resfriamento, ela sai do recinto (o tamanho da serpentina é calculado para que o líquido fique no ambiente exatamente o tempo ideal para que ele não passe a atrapalhar o resfriamento). A diferença aí é que a água não precisa ser previamente resfriada (nas geladeiras, pelo freon ser constante no sistema, e não renovado, ele precisa ser resfriado ao sair da parte interna - isso é feito por uma serpentina ainda maior, usando água, por isso a traseira da geladeira fica quente - para depois voltar ao interior da geladeira e recomeçar o processo), o que economiza bastante tempo. Uma questão bem bacana é a de eles resfriarem novamente a água antes de devolvê-la ao mar, algo que, creio eu, não seja exatamente uma obrigação da Google, mas que eles fazem mesmo assim.
Gabriel Bemfica
Tu não faz ideia de como um sistema de resfriamento gasta. Além disso, como você mesmo disse, eles usam água do mar. Se fossem usar sistemas tradicionais, precisariam de vários compressores de ar e vários refrigeradores extremamente potentes para dissipar o calor produzido pelos computadores. Com certeza economizam e muito, especialmente se você considerar que a energia elétrica nos países europeus é cara pra caramba.
Fredson Sousa
Economiza mesmo? Porque para puxar essa água do mar são necessários bombas de água que por sua vez são elétricos, é só da uma pausa nos 0:18 segundos do vídeo, ali eu contei 12 bombas e com certeza tem mais, talvez o lado ambiental esteja em utilizar água do mar em vez de água doce (potável), para fazer o resfriamento do sistema.
Schultze
Muito show! O Google é a empresa a se admirar. ps: resfriação ou resfriamento?
Fernando Mossmann
Me pergunto o que fizeram em relação ao sal da água...
Porque, até aonde sei, a água do mar(salgada, óbvio) provoca muito mais corrosão em metais do que a água doce...
Kadu
Pois é. Mandaram bem ao pensar neste "detalhe".
Guilherme macedo
Pra mim essa água "entra fria e sai fervendo" desse Datacenter.
Guilherme Mac
Muito interessante. Principalmente qdo se pensa q a água é devolvida ao mar próxima da temperatura original, o q evita instabilidades na fauna e flora da região.