Alguns usuários do mensageiro e cliente de VoIP Skype não estão conseguindo se conectar ao serviço ou realizar ligações telefônicas na manhã desta quinta-feira. Em um comunicado postado em seu perfil no Twitter a empresa reconhece que sua rede está apresentando falhas que está trabalhando para descobrir e resolver o problema e também oferecer maiores detalhes aos navegantes.

No Windows os usuários estão sendo recebidos por uma simpática tela de erro ou obrigados a redigitarem seus nomes de usuário e senha antes de serem avisados que a rede está com algum problema. Enquanto este post é digitado, o site do serviço também está fora do ar. O Skype Heartbeat, que avisa sobre indisponibilidades e problemas do serviço, no entanto, não mostra nenhuma informação de problemas.

Assim que tivermos mais informações, esse post será atualizado. Volte em instantes.

Atualização às 09h48| Segundo o The Next Web, alguns dos seus leitores resolveram o problema do programa no Windows ao deletar um arquivo específico, chamado shared.xml. O arquivo fica dentro da pasta {username}\ApplicationData\Skype e deve ser recriado assim que o programa reinicia. O procedimento não foi testado pelo TB, então faça-o por sua própria conta e risco.

Atualização às 10h10 | O próprio Skype adotou a exclusão do shared.xml como solução “oficial” para o problema tanto no Windows quanto no Mac OSX. Os usuários do Windows 7 podem encontrá-lo em {usename}\AppData\Roaming\Skype, enquanto os donos do Mac OSX devem ir até a pasta ~/Library/Application Support/Skype/. Nos testes feitos pelo TB, o programa voltou a funcionar depois da exclusão do arquivo.

Atualização às 13h27 | Por meio de sua assessoria de imprensa, o Skype informa que a falha de hoje não tem nada a ver com a desativação do serviço de VoIP que ocorreu recentemente no Brasil. A nota informa: “Dia 9 de maio, a Skype chegou a um acordo com o GT Group (basedo em São Paulo), para nos ajudar a reestabelecer o serviço para os assinantes de Número Online já existentes, por meio desse novo parceiro. Pedimos desculpas pela interrupção nas conversas de nossos usuários, e estamos trabalhando com o GT Group e as autoridades locais para que a situação volte ao normal assim que possível.”

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

D Lana D Magalhães

essa solução n solucionou o meu problema ainda estou caindo. SKY 740.0.0.104

Victor
Leia o que esta escrito após "usando:"
@Fedias
Concordo! Me irrita muito essa crítica sem conhecimento!
Vinnicius
Mas funciona, bem que a Microsoft poderia parar de ser egoista e fazer uma versão do Live Messenger para o Linux. Sinto falta da webcam na rede MSN do XP. Obs: O problema do skype não aconteceu no Linux, somente no Windows (pelo menos aqui).
Caio Furtado
É o efeito M$
Turdin
Maldito hates, mal consigo ver seus movimentos!
Kadu
Funciona em tudo, mas é via Adobe Air.
Thiago Sabaia
Culpa da Microsoft
Gabriel
Também não utilizo mais o Office, só o LibreOffice no Windows (original também, só pra constar hehehehe) e Linux. O LibreOffice faz tudo o que preciso sem frescura e é de graça. Quanto ao "melhor" ou "pior", tento evitar esses termos. Gosto de "mais adequado" e "menos adequado". Por que eu compraria um computador top com a última placa de vídeo lançada para jogar emulador de Super Nintendo, por exemplo? Não faz sentido. Assim como não vejo sentido para quem quer o Office da MS pra fazer umas apresentações bizarras no Powerpoint, como já cansei de ver. Do que adianta "o melhor" para um usuário que mal sabe usar a ferramenta? (no caso, Powerpoint) Se for utilizar os conceitos de "mais robustos" e "menos robustos", até concordo que o MS Office pode se sobressair. O problema é que a imparcialidade de poucos impede que a muitos usuários saibam diferenciar o adequado e o inadequado para cada caso. Conheço uma certa revista brasileira de informática, que não citarei nomes, que adora ludibriar seus leitores com essa de "as melhores". Sempre tem uma lista "das melhores coisas" e do "essencial" para o usuário, como se o mesmo fosse um bode que não soubesse discernir o que é melhor para ele mesmo. O pior de tudo é que eu ainda sou assinante, mas claro que leio com olhar bem crítico. Gosto é gosto, gosto dos Linux, Windows e Mac. Mas o preço do Mac, para mim, não compensa. Não vejo como ser mais produtivo com ele. Fico com o Windows, ainda por causa de poucos programas que, para mim, são essenciais, e o Linux de forma mais geral.
Gabriel
Pô, você conhece o Bill Gates e fica nesse famigerado Windows XP descendo a lenha no cara? Pede pelo menos uma licença do Windows 7 Starter pra ele. HAHAHAHAHAHHAHAHAHA Pede um Apple pro tio Jobs então... #nuncavitantamentira Ah, vá. Bill Gates desenvolveu, sim, apenas não desenvolve MAIS. Cansei desses fãs chatos da Apple que acham que a marca é a nova salvação para a paz mundial (pior aqueles que nem Apple tem). Não quero defender X, Y ou Z, não vou defender Gates, Jobs e nem o Torvalds. Todos os produtos tem suas qualidades e defeitos, nenhum é perfeito (embora o Jobs e o Gates achem os próprios sistemas perfeitos).
Rafael
Conhece Bill Gates e Steve Jobs pessoalmente? AHAM, SENTA LÁ CLÁUDIA. E além de tudo é fanboy da Apple. Aiai esses fãs xiitas...
Clara
Valeu!! Obrigada!! Sua dica funciona !!!
Eduardo
Cara, tenho que discordar sobre o que você disse sobre o Office, ja fui muito fã dele, mas desde que virei usuário Linux, tenho muita confiança em dizer que o LibreOffice(OpenOffice) é muito melhor que o Microsoft Office. Já o X-BOX 360, prefiro o PS3 pela qualidade(Não uso e nunca usei o PSN, por isso gosto da Sony), mas tem gente que prefere o XBox pelo número de jogos e por ele ser "desbloqueável". Sobre o que você disse sobre comprar o Windows, parabéns, odeio quando falam bem do Windows e utiliza ele com Crack, mesmo eu tendo uma licença do Windows que ganhei da faculdade, não utilizo este sistema. Mas se eu tivesse um dinheiro sobrando, compraria um Mac. hehe
Vinicius Kinas
Quanto ódio nesse coração! =P
Claudionor Alves
Um muito obrigado pela dica, funcionou, no entanto, vale lembrar que deve ser encerrado o processo para que o arquivo share.xml consiga ser excluido definitivamento.
Exibir mais comentários