Na humilde opinião de Dylan Larson, diretor encarregado pela gigante Intel para comandar sua divisão responsável pelos robustos processadores Xeon — usados em servidores ao redor de todo mundo — até 2015 “pelo menos” 10% dos servidores à solta por aí serão equipados com os modernos chips Atom, que atualmente fazem carreira em máquinas de baixo desempenho e custo, como netbooks e nettops.

Executivos da Intel olham para 2015...

“O mercado irá se mover de servidores densos, de dois ou quatro soquetes, para ‘microservidores’ que usam processadores mais eficientes”, disse ao site The Inquirer.

Para dar conta desta nova missão os pequenos chips teriam ainda que ganhar alguns novos recursos, como suporte a memórias ECC, capazes de detectar e corrigir erros durante transmissões de dados. Segundo o executivo, a empresa deverá lançar um novo chip sob a tutela da família Xeon, com arquitetura inspirada em seu modelo peso leve.

Curioso notar que ao levar um de seus produtos mais populares além das fronteiras para qual ele foi criado, a Intel pode estar se preparando para a chegada dos chips da ARM em no mercado dos computadores pessoais.

Como se sabe, pela primeira vez em sua história o Windows deverá ser compatível com outra plataforma além da x86 dos chips Intel e AMD. O ainda chamado Windows 8 também rodará sobre os processadores ARM, arquitetura peso-leve que até hoje só era vista em smartphones e outros gadgets de mão.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

André Pessoa
Não é verdade essa história de que o Windows 8 será a primeira versão que rodará em outras plataformas além da x86. O Windows NT original (3.1, de 1993) rodava em 3 plataformas: x86, MIPS e Alpha, e a versão 3.5 adicionou suporte ao PowerPC. Todas as versões não-x86 foram descontinuadas com o lançamento do Windows 2000. Embora os detalhes eu tenha pego agora na Wikipédia, eu lembro bem desse período. A Microsoft tinha um objetivo claro de se libertar da Intel como fornecedor único da plataforma para seu sistema operacional mais importante. Claro que não deu certo, e a Microsoft continua acorrentada à Intel até hoje. Esta sim que se deu bem. Na época só havia o OS/2 como alternativa ao Windows. Depois surgiram o Linux e o MacOS X para Intel.
Caio Furtado
HAHAHAHAHAHAHAH verdade
RodrigoKrZ
Se fizerem ATOM's quad core de pelo menos 2.0 ghz, talvez, mas ai não seria mais atom ^^
Jairo
ATOM ? Sujeito otimista hein !
Aiman Jalil Sarraf (@mannnq)
Acredito que 10% é pouco, principalmente nos NOC's nacionais, onde só visam o lucro.
Rafael
Tomara que isso signifique que a Intel irá transformar o Atom em um processador de verdade ¬¬
Guilherme Mac
É muito considerando que Atom hoje é um processador de baixo desempenho (e baixo consumo, claro), que está tentando concorrer com os ARM
Caio Alexandre
"Executivos da Intel olham para 2015". Essa cara deles não tá muito boa não. :P
Bestknighter
Só 10%? Ou isso é muito? Eu não tenho a mínima noção disso. Alguém me explica plz?
Guilherme Mac
Se hoje fosse 1º de Abril eu desconfiaria :P