Início » Antivírus e Segurança » Anonymous vaza dados de sites do governo brasileiro

Anonymous vaza dados de sites do governo brasileiro

Por
8 anos atrás

Apesar de ter encerrado suas operações oficialmente no final de semana passado, o grupo de hackers LulzSec começou um movimento que ainda repercute hoje. A bandeira do chamado AntiSec, movimento contra a segurança da informação, continua sendo levantada por vários grupos de hackers ao redor do mundo. O Anonymous aderiu ao AntiSec quando se uniu ao LulzSec e liberou essa semana o AntiSec-001, primeiro conjunto dados do movimento contendo logins variados.

Dentre outras coisas, o arquivo contém logins e endereços de e-mail de diversos sites do governo brasileiro, como do Ministério do Meio Ambiente, Ministério Público do Estado do Pará e até dados do Instituto de Artes da Unicamp. Além disso, o grupo também liberou bases de dados contendo logins de sites da Universal Music e Viacom. No anúncio liberado com o arquivo, o Anonymous diz que os dois conglomerados de mídia são corruptos e por isso merecem ter seus dados expostos.

Sites do governo Brasileiro não foram os únicos alvos desse vazamento de dados. O arquivo liberado por eles, que está disponível para qualquer um baixar na baía dos piratas, também contém informações de sites dos governos do Zimbábue e Austrália. Aos olhos do grupo, todos eles são considerados tão corruptos quanto os conglomerados de mídia Viacom e Universal.

Atualização às 11:06 | Depois de analisar o arquivo, um amigo me informou que eles contém apenas informações de login, nome e e-mail. As senhas não estão contidas, ao menos não no arquivo do governo brasileiro. O texto do post foi alterado para refletir essas novas informações.

Com informações: PCWorld.