Início » Brasil » Netflix brasileira terá séries Dexter e Californication da rede americana CBS

Netflix brasileira terá séries Dexter e Californication da rede americana CBS

Avatar Por
8 anos atrás

Certa vez eu perguntei na minha conta no Twitter o quanto meus seguidores estariam dispostos a pagar para ter acesso em tempo real a canais como ABC, CBS e NBC – as três grandes redes dos Estados Unidos. Muita gente se mostrou favorável à cobrança para assistir junto com os americanos aos novos episódios de séries. Pode ser que, num futuro próximo, isso não seja mais necessário. A Netflix está dando apenas o primeiro passo rumo a esse futuro.

A companhia anunciou nessa semana ter fechado um acordo de distribuição de conteúdo com a CBS. Na prática, isso quer dizer que assinantes do serviço de streaming terão acesso à programação da norte-americana no Canadá e na América Latina. Isso inclui o nosso amado Brasil, logicamente. Produções do porte de Dexter e Californication poderão ser assistidas por aqui sem a necessidade (e boa vontade) de um canal de televisão por assinatura.

Por enquanto, o que se sabe é que o acordo entre Netflix e CBS vale para todos os 43 países nos quais a Netflix vai oferecer seus serviços em breve – Brasil incluso. A previsão é que o streaming despontasse por aqui em julho nos televisores inteligentes da LG, mas parece que o prazo não será cumprido.

Californication: episódios antigos na Netflix

Esse é apenas um passo porque a programação disponibilizada para os clientes latinos e canadenses não será a mesma que passa nos EUA. Digamos que a nova temporada de Dexter tenha estreado na terra do Tio Sam. No resto das Américas, a Netflix vai dar a opção de assistir aos episódios de todas as temporadas anteriores, menos a que está no ar. Ficamos, pois, com uma janela de um ano entre o que é assistido nos Estados Unidos e o que passa aqui.

No entanto, não pense que estamos tão mal na fita. A CBS não libera os episódios atuais de seus seriados para nenhum serviço de distribuição de conteúdo online – seja Amazon, CBS ou Hulu.

A mexicana Televisa também fechou contrato com a Netflix. Seus tão conhecidos dramalhões serão disponibilizados no serviço depois de 1 ano de terem ido ao ar no México. O acordo fala em nada menos que 3 mil horas de programação por ano disponibilizadas na Netflix. Resta saber o que o Silvio Santos, desde sempre o detentor dos direitos de novelas da Televisa para o Brasil, tem a dizer sobre o assunto.

Mais | Entenda a restrição de acesso a vídeos da Copa do Mundo no Globo Esporte

Recentemente a Netflix mudou sua forma de cobrar pelo streaming nos Estados Unidos. O serviço de downloads custa US$ 7,99 (equivalente a R$ 12,40). Clientes que queiram o aluguel de DVDs pagam a partir de US$ 7,99 para ter direito a um disco em casa (por tempo indeterminado). Antes da mudança, o plano universal com DVD e streaming custava US$ 9,99 (equivalente a R$ 15,50). Os americanos criticam a alteração nos preços e dizem que o streaming não vale à pena pois se resume a conteúdo essencialmente antigo.

Com informações: Los Angeles Times, Reuters.com, Fox News Latino