Início » Jogos » Nintendo corta preço do 3DS e dá 20 games de graça

Nintendo corta preço do 3DS e dá 20 games de graça

Avatar Por

O braço americano da Nintendo anunciou hoje que seu mais novo portátil, o Nintendo 3DS, terá um corte no preço. Pouco mais de dois meses depois de lançado oficialmente, o console vai cair de US$ 249,99 para US$ 169,99 a partir do dia 12 do mês que vem. Para aqueles que já compraram, a Nintendo vai oferecer 20 jogos via download a partir do dia 1º de setembro.

O corte no preço veio pouco antes da Nintendo anunciar o seu resultado financeiro para o último trimestre fiscal. A empresa teve uma receita de vendas de menos de 94 bilhões de ienes, que foi 50% menor do que a do mesmo período do ano passado. As vendas do Nintendo 3DS estão dentre as causas para a queda nos lucros: o novo console portátil vendeu apenas 710 mil unidades.

Perguntamos para a assessoria da Nintendo Brasil sobre a possibilidade desse corte no preço ser aplicado aqui também, mas até a publicação desse post não houve resposta. Como nem no Japão o 3DS sofreu um corte no preço, é pouco provável que isso aconteça no Brasil. Mas quem sabe ao menos os jogos gratuitos apareçam?

Com informações: Destructoid.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Caio Furtado
O título do post poderia ser "Nintendo entra em desespero" porque né.
Ramon Melo
O que eu fico pensando é: imagina a margem de lucro que a empresa tinha antes de baixar o preço? A Nintendo, sabidamente, não vende nenhum produto com prejuízo (ao contrário da Microsoft e da Sony). Ou seja, ela estava tentando faturar uma grana preta em cima de cada usuário e, obviamente, percebeu que a estratégia não deu certo. Parece que, enfim, a Nintendo desceu do pedestal.
Blek Zarioky
Não.
@danielneves
Sim.
Thiago
Eu acabei de comprar um. Quase por impulso. Fiquei triste, mas é isso aí.
pedrohenriqe
Acho muito improvável acontecer no Brasil.
Thomas Wilke
A dúvida que fica é: o 3DS TEM 20 jogos?
pedro
Se os early adopters como eu estivéssemos jogando, durante esses meses de dianteira, ótimos jogos, nem ligaria. O preço a mais de início que pagamos seriam mais que recompensados com três meses de ótima jogatina proporcionados. O problema é que só temos SF IV e Zelda como os únicos que valem à pena. E olha que nem são títulos inéditos.
marcos__freitas
Isso era inevitável e foi bom para a Nintendo não subestimar os consumidores. Por mais que o 3DS seja o sucessor do portátil mais vendido de todos os tempos (e na minha opinião o melhor já feito) não adianta você lançar ele com um grande atrativo que não funciona tão bem como deveria (e que não deixa de ser um gimmick), com um hardware capado (e nem falo tanto da questão dos gráficos, mas sim da bateria que não dura nada) e sem quase nenhum jogo AAA. O mínimo numa line-up de lançamento são jogos realmente bons e novos, que mostrem o poder do videogame, e não remakes de PS2 e N64. Lembro que eu pirei quando eles mostraram a line-up na E3 do ano passado. Foi algo como "EU PRECISO DESSE VIDEOGAME AGORA PELO AMOR DE DEUS", só que ai veio o lançamento e tivemos o que? Uma meia dúzia de ports não tão bons e uma remasterização do Ocarina of Time (e esse veio bem depois). Eu sei que nunca iriam lançar aquilo junto com o 3DS, mas pelo menos alguma coisa além do que veio no dia de lançamento era o mínimo. Mas o ponto mais importante é o preço: US$ 250,00 é muito dinheiro nele. Mas muito dinheiro MESMO. Simplesmente não vale isso. O hardware não compensa esse preço e o software idem. E pelo jeito quem percebeu isso não foram os hardcore gamers, pois o volume mesmo de um DS/3DS vem de quem compra para crianças ou joga de vez em quando. As pessoas simplesmente não se animaram em comprar um videogame desses por esse preço. Ele realmente não tinha nenhuma grande novidade, além do 3D, e rolou até muita repercussão na mídia que o grande motivo de você comprar um 3DS não era recomendável por crianças, que não funcionava do jeito que deveria, etc. E ai, para completar a desgraça da Nintendo veio a Sony e mostrou o PS Vita, com um hardware muito superior ao do 3DS tanto na questão de potencial gráfico como pela qualidade do material e features (a tela, o touch, trackpad traseiro e todas as coisas). E claro, o próprio aparelho é mais avançado no software interno dele e obviamente os jogos também serão. Todo mundo achou que ia sair por pelo menos uns 300 dólares (ou mais) e ai veio a E3 e o preço de 250 dólares. Acredito eu foi ai sim que a Nintendo começou a realmente ver que ou ela mudava ou ia tomar MUITA porrada da Sony. Junte isso tudo, que resultou desde o começo nas poucas vendas, e pronto, Nintendo precisou mudar o preço de seu produto muito antes que planejavam. O comentário ficou gigante, mas eu gostei da lição que a Nintendo recebeu dessa vez, vendo que se o consumidor achar o produto caro demais ou meia-boca eles simplesmente não compram, mesmo que quem tenha feito ele seja a empresa que fez o mercado mudar em 2006.
Rodrigo Cardoso
Pelo q li nos sites internacionais o pessoal daqui vai receber os jogos tb. Quanto a queda de preço no japao, la CAIU SIM. Mas era mais caro, entao caiu pra um valor maior.
Breno Caldeira
Rafael, vc consegue a lista dos jogos para nós? :D
Anny
Opa, hora de comprar o 3DS. Thx pela dica! :'DD
Rayzer'
...pouco antes da Nntendo anunciar... ...pouco antes da Nintendo anunciar...
Victor
Concordo..... Eu pessoalmente, vou esperar sair mais jogos para ele antes de comprar :)
@calvincfb
Acho que o 3DS só vai prestar quando lançarem a segunda versão dele...
Exibir mais comentários