Início » Computador » Vem aí o iMac de baixo custo para estudantes

Vem aí o iMac de baixo custo para estudantes

Avatar Por

Baixo custo para os padrões da Apple, devo te alertar.

A Apple apresenta nessa segunda uma nova opção de iMac para estudantes que estejam interessados em levar para casa não um notebook, mas sim um tradicional all-in-one que só a empresa de Steve Jobs sabe fazer com tanta perfeição. Embora o modelo de iMac mais em conta seja vendido nos Estados Unidos por US$ 1.199, o Mac que a empresa resolveu vender para estudantes consegue ficar abaixo daquela barreira dos mil dólares.

Mais | iMac de baixo custo não tem data para chegar no Brasil

Mas, até mesmo para um iMac, vale aquele ditado que diz que você leva aquilo pelo que paga. O iMac de baixo custo conta com um processador Intel Core i3 com clock de 3,1 GHz. Sim, estamos falando de um Intel com capacidade dual-core, mas as vantagens param por aí. O Core i3 é o mais básico entre a família de processadores mais atual da companhia. O próprio site da Intel diz que ele serve de "base para um PC de preço razoável".

A título de comparação, os novos MacBook Air contam com Core i5.

iMac

Ainda falando nas especificações do iMac para estudantes: memória RAM de 2 GB; 250 GB de espaço em disco HDD; e placa de vídeo AMD Radeon HD 6750M com 256 MB. O display tem dimensão de 21,5 polegadas.

Estreando no mercado americano só agora, o iMac mais em conta enfrenta críticas devido aos seus requisitos mais fracos (a Wired diz que a tecnologia é do ano passado). O espaço em disco é metade daquele encontrado no iMac tradicional, que esbanja 500 GB. A GPU também sofreu cortes no orçamento e teve sua capacidade reduzida pela metade.

E quanto o produto vai custar? US$ 999 (na casa de R$ 1.600) na loja educacional da Apple americana. Isso quer dizer que ele custa US$ 200 a menos que o iMac mais barato da linha tradicional da maçã. E com um detalhe: sem o conector compatível com Thunderbolt, tecnologia tão festejada pela Apple e pela Intel.

Com o lançamento do novo MacBook Air, agora com preço inicial na casa dos US$ 999, a Apple matou de vez o MacBook White. Parece que a companhia agora quer dar mais uma opção para os seus consumidores — um iMac de baixo custo. No entanto, também com especificações técnicas de baixo desempenho. Tenho dúvidas se os clientes vão preferir um iMac capado a um MacBook Air completo. Ambos custam o mesmo.

Eu consultei a Apple Brasil sobre a disponibilidade do iMac de baixo custo no mercado nacional. A companhia prometeu uma resposta para o assunto somente amanhã.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Dan Pinheiros
ooooooooooooo
Jean
Essa discussão de fanboys não vai levar a lugar algum. Sejamos lógicos. Eu já experimentei OS X, Windows e Linux (Ubuntu e Fedora) e apesar de gostar de vários aspectos de cada um, eu uso mais o Windows. Em termos de compatibilidades com aplicativos e hardwares não tem pra ninguém. Eu também já estou com meu Windows no meu note há mais de um ano e nunca precisei formatar. Claro que faço manunteção (tenho o CCleaner instalado e faço desfragmentação do disco de vez em quando), mas não vejo isso como uma desvantagem muito grande, afinal essas manutenções são fáceis de fazer (até minha mãe faz) e as outras vantagens do Windows compensa. Quanto aos vírus, isso não é culpa do sistema, visto que os crackers direcionam os ataques para o Windows pq ele está presente em quase 90% dos computadores! Sem falar que a MS disponibiliza ferramentas de segurança, como o antivírus gratuito. Eu não tenho problemas com vírus na minha máquina há muitos anos... Já o OSX não está imune a vírus não, e ao contrário da MS, a Apple não disponibiliza nenhuma ferramenta de antivirus para os consumidores da marca. Já no Linux, eu gosto do fato de poder deixar o sistema com a minha cara, sem falar que o novo Gnome3 está lindo! Deixa o shell do Windows e do OSX com a cara no chão. Em resumo: Windows: pra usuários básicos/intermediários que procuram custo-benefício, e que podem fazer de tudo no seu computador (desde navegar na internet e Office até Jogos pesados, claro que vai depender da configuração da máquina.) Mac OSX: para usuários básicos, que buscam um computador bonito e com bom desempenho, e só usarão internet/Office ou para designers que usam Creative Suite. Para gamers, nem pensar, há poucos títulos disponíveis para Mac e as configurações são fracas para jogos. Linux: para usuários avançados, que buscam um sistema altamente personalizável e usam programas para internet, Office e programação. Dá pra jogar, mas são poucos jogos "nativos" pra Linux, embora eu consegui jogar alguns via Wine.
luizhdcosta
Se não me engano só existe cinco de quatro núcleos físicos para Desktop. Para notebooks só dual core.
Logan
Já usei, durante exatos 3 meses. Vendi o macbook, comprei um LG com o dobro da configuração(pelo mesmo preço) e voltei pro Linux. Do mesmo jeito que usei iPhone durante um ano, vendi e comprei um android. É tudo questão de necessidade/afinidade.
@TiagoFLX
Pro teu caso, usando o Windows Vista, qualquer coisa é MUITO avanço. HAHA
Caio Furtado
Nem sempre amigo.
@wallaceaalves
Queria eu ter um iMac desses aí qualquer um pra mim serve, Mac é Mac o/
@TalesMousinho
Tudo bem, devo concordar que usar linux foi infeliz, deveria ter usando Ubuntu Desktop (e isso, como parece, não inclui Ubuntu Server). A interface está cada dia indo mais para o lado do Mac. Enfim, podemos ficar discutindo dias por aqui, quando você utilizar um Mac verás como ele é realmente muito bom. Não pretendo ficar discutindo com Windows. Tudo é melhor que ele, menos pra jogo, por enquanto. Em um mac vem tudo pronto (ssh, compartilhamento de arquivos - smb, ftp, ... -, suporta vaaaaarios comandos do linux, afinal é um sistema unix), para um usuário comum isso, ter um sistema Mac seria perfeito. No dia que você tiver um verás isso. A forma como ele gerência tudo é muito bem feita (a memória, as janelas, os programas, tudo). O Windows não pode mudar pq se não acaba com a compatibilidade dos aplicativos antigos. O Ubuntu bem que tenta fazer algo parecido. Enfim, é isso. Tenha um Mac e vc vai perceber como bem acabado é o sistema, como ele é muito bom mesmo em uma configuração "ultrapassada". Acredito e digo para todo mundo que conheço: Vale a pena pagar mais caro para ter esse sistema. Abraços
Augusto Marreiros
Corrigindo: "Air". :)
@gutomarreiros
Eu também não gostei dessa mudança da Apple. Estava esperando pelo "MacBook white"... Além disso, o "Ai" tem um SSD muito pequeno.
Léo - Vitória (ES)
@Gabriel, o windows 7 ainda não completou 2 anos e muita gente nem se quer mudou para ele ainda, pq será? Eu falo por experiência própria, meus pcs nunca aguentaram mais de 1 atualização de windows, sempre foi preciso fazer upgrades na maquina ou mesmo trocar de pc. O Lion é compativel com macs até de 2006, o windows 7 rodaria em um pc 2006? Claro que nos dois casos usando macs e pcs de média configuração. Concordo com o @TalesMousinho, mac são feitos para pessoas não querem aprender a mexer em um computador, e para pessoas como eu que não querem passar tempo desfragmentando, limpando registros, e resolvendo erros. Parece até brincadeira, mas na terça-feira fui desinstalar um programa em um pc da loja pelo painel de controle e no outro dia ao ligar o pc o windows não inicia mais, legal né, agora vou ter que perder meu tempo resolvendo isso, enquanto isso o iMac que trabalho há 2 anos passou por 2 atualizações de sistema (snow e lion) sem fazer nenhum instalação limpa e funciona 100%.
Fer
Ainda estou put* com a Apple ter matado o White para deixar a porcaria do Air! Afinal, é só entrelinha: O Air tem 13" e outras especificações equivalentes, mas isso no mais caro! O Air tem o mesmo preço, mas isso em um modelo com tela menor e um SSD com RIDÍCULOS 64GB, fala sério, até o iPod Classic tem 160GB! Alem de que o MacBook White tinha um ótimo design!
Gabriel
@TalesMousinho "O Linux espalha o aplicativo em diversas diretórios, o que o Mac não faz, para um usuário comum isso é um absurdo." Absurdo pq? Basta desinstalar pra mandar tudo pro espaço. "Falar para ele abrir o terminal e digitar “apt-get purge ***” tbm seria um absurdo." Outro erro: o terminal é uma alternativa para diversas situações, não um único meio para resolvê-las/fazê-las. "Mac é o sistema perfeito para um usuário que não quer aprender a mexer em um computador." Concordo em gênero, número e grau com essa parte, mas concordo também que isso é um modo de te deixar preso ao sistema, já que você não conseguirá partir pro Linux ou Windows sem saber usar de fato um computador. Ou seja, vira refém da marca, o que acho meio bizarro, mas cada um com suas convicções. "Para instalar um aplicativo basta arrastar para a pasta Aplicativo, por que não foi sempre assim? (para desinstalar basta mover para a lixeira)" Avançar, avançar, concluir não me parece tão difícil, não. No Ubuntu, também é possível instalar qualquer coisa só buscando pela Central de Programas e dando um clique, colocando a senha de usuário para confirmar a operação e pronto, dentro de pouco tempo o programa é baixado e instalado sem mais nenhuma interferência do usuário. O problema é a quantidade de porcarias que colocam entre os "avançar" do Windows, então concordo que no Mac isso é mais fácil (assim como no Ubuntu, também), embora não ache os "avançar" difícil. "A configuração de um computador não é tudo." Não é tudo, mas ajuda. Para um usuário BÁSICO, que é pra quem esse iMac de baixo custo se dirige, poderia ser investido mais em HD, memória e processador do que placa de vídeo. Basta saber se esse iMac irá para uma próxima versão do SO da Apple por causa do hardware bem mais fraco. "E eu provavelmente tenho mais certificação que você para falar de Linux. E de Mac." Se tivesse certificação para falar de Linux, jamais, JAMAIS, abriria a boca pra falar que o Mac OS era o que o Linux gostaria de ser, muito menos que há dependência do usuário pelo terminal do Linux. O Linux gostaria de ser qualquer outra coisa, menos um sistema tão fechado quanto o Mac OS. :P "E sei que multitarefa não é só do Mac, é lógico. Eu falei que a gerência de janelas no Mac é incrivelmente melhor que a do Windows, sinceramente, o Windows tem copiado muita coisa que o Mac começou oferecendo." E copiar boas ideias é algo ruim? Agradeça que o mundo faz isso desde sempre, não precisamos ficar presos a determinados conceitos/marcas/produtos/ideias, melhor do que essa guerra de patentes ridícula em que vivemos. Aliás, até a Apple dependeu de boas ideias copiadas e aperfeiçoadas (hey, Xerox PARC). Eu considero a gerência de janelas do Mac tão boa quanto do Windows 7. "É um core i3 com dois núcleos e clock de 3.1 GHz faz muita coisa." Concordo, faz sim. Mas, por outro lado, olhando pelo lado do USUÁRIO BÁSICO, que é o que esse iMac de baixo custo da postagem planeja, colocar uma placa de vídeo dedicada e outras "firulas" da Apple para um usuário básico ter de pagar a mais não compensa, mesmo. "Cara, no Windows tu tens que instalar a impressora, no linux tu tens que compilar o drive*, e no Mac é só plugar, já ta tudo feito. *sim, depende, eu sei =P" No Windows e Linux, basta plugar alguns modelos também, isso depende e muito da marca/modelo. Só dando outro exemplo, no Windows é necessário instalar um software para o meu modem 3G, assim como no Mac OS, e no Ubuntu, por exemplo, não é necessário instalar absolutamente nada. Esse último ponto vou deixar relativo porque vai depender e muito do que será plugado à maquina.
@TalesMousinho
O Linux espalha o aplicativo em diversas diretórios, o que o Mac não faz, para um usuário comum isso é um absurdo. Falar para ele abrir o terminal e digitar "apt-get purge ***" tbm seria um absurdo. Mac é o sistema perfeito para um usuário que não quer aprender a mexer em um computador. Para instalar um aplicativo basta arrastar para a pasta Aplicativo, por que não foi sempre assim? (para desinstalar basta mover para a lixeira) A configuração de um computador não é tudo. E eu provavelmente tenho mais certificação que você para falar de Linux. E de Mac. E sei que multitarefa não é só do Mac, é lógico. Eu falei que a gerência de janelas no Mac é incrivelmente melhor que a do Windows, sinceramente, o Windows tem copiado muita coisa que o Mac começou oferecendo. É um core i3 com dois núcleos e clock de 3.1 GHz faz muita coisa. Cara, no Windows tu tens que instalar a impressora, no linux tu tens que compilar o drive*, e no Mac é só plugar, já ta tudo feito. *sim, depende, eu sei =P
Gabriel
@Léo - Vitória (ES) Primeiro erro: o Windows 7 FOI lançado a dois anos atrás, então os computadores de dois anos atrás já estavam mais do que aptos a rodarem o Windows 7 depois do massacrante Vista. Se a Microsoft cumprir o prometido (o que duvido muito, mas enfim), o Windows 8 vai consumir tanto quanto o Windows 7, ou seja, os computadores de hoje ainda serão capazes de rodá-lo. Meu notebook, embora tenha sido comprado a um ano, é de um modelo de dois anos e meio atrás, inclusive com a ATI Radeon série 4. Comprei porque sabia que o produto era bom e atenderia a todas as minhas necessidades por um longo período, embora não fosse a configuração mais atual. Dizendo pelos últimos dois anos, acredito que ele ainda passará mais duas versões do Windows sem muitos problemas. Agora voltando à discussão, percebam (você e o @TalesMousinho) que eu não disse que o Mac era ruim e que comprá-lo era simplesmente jogar dinheiro fora; o que eu disse (e repito) é que o preço desse iMac de baixo custo AINDA NÃO COMPENSA para um usuário básico (internet e Office), que é muito melhor o usuário partir para outro computador mais barato e com configurações bem melhores (inclusive comparando barramento de processador, memória, placa de vídeo e etc, qualquer notebook de 1200-1400 reais bate esse iMac fácil, exceto, talvez, pela placa de vídeo, item que o usuário básico POUCO utiliza e estaria pagando no iMac, seria o mesmo que comprar um aparelho de Blu-ray pra ficar jogado num canto da sala sem uso). Você acha que esse iMac de baixo custo vai muito longe com essas configurações excessivamente capadas? O Mac OS também não é um sistema tão levinho assim. Seja sincero...
Exibir mais comentários