Início » Antivírus e Segurança » Querido vizinho, não use o meu Wi-Fi: tem vírus

Querido vizinho, não use o meu Wi-Fi: tem vírus

Por
8 anos atrás

A gente perde muito tempo pensando em senhas escalafobéticas para colocar na nossa preciosa conexão sem fio. Tem que seguir certas regras de segurança, mas não pode ser muito difícil de lembrar. Ah, também tem que estar em conformidade com o protocolo de proteção escolhido (WPA, WEP, WEP2, WPA2, WPA-SK, e sabe-se lá mais quantas variações desses dois existem hoje em dia).

Por que não apelar para o caráter humano na hora de escolher a melhor forma de proteger a sua rede? Certamente tem algum explicação psicológica para você alterar o nome da sua rede sem fio para algo um pouco mais, digamos assim, dramático. Como esse aqui:

Sai, capeta!

É óbvio que os geeks de plantão que moram nas proximidades da sua residência não terão medo algum de uma rede sem fio chamada de “c:\virus.exe”. Trata-se de apenas um nome (SSID) adicionado no sistema de gerenciamento do roteador ou gateway, que não interfere em nada no funcionamento da sua conexão banda larga wireless.

No entanto, o pessoal menos destemido nessa história de tecnologia provavelmente vai ficar com um pé atrás na hora de roubar a internet do vizinho. Tenho certeza que, só de ver alguma coisa com “virus” no nome, a minha querida vó já estaria me ligando agora mesmo para perguntar se a máquina dela foi infectada.

Infelizmente a gente acaba tirando proveito da falta de conhecimento alheia. A sua franquia mensal de consumo de dados agradece.

Essa eu vi no Lifehacker. Genial. Ainda mais para quem precisa deixar a rede de casa aberta — qualquer que seja o motivo para isso.

Mais sobre: ,
Participe das conversas do Tecnoblog

Leia o post inteiro antes de comentar
e seja legal com seus amiguinhos.

Carregar Comentários Conheça nossa política de comentários.