Pode parecer um tanto contraditório, mas o serviço oficial de backup de arquivos do Ubuntu está chegando ao Windows. A Canonical, empresa responsável pelo desenvolvimento da distro, disse que muitas pessoas precisam trabalhar com Windows e OS X da Apple, ainda que prefiram usar o Ubuntu. Para esse pessoal está saindo o cliente do Ubuntu One nativo para o sistema operacional do tio Bill.

O Ubuntu One foi pensado para ser um serviço multiplataforma. Ele já estava no Linux mesmo, até por ser nesse sistema o seu berço, e  nada mais sensato do que chegar ao sistema operacional mais utilizado no mundo.

Sendo assim, a Canonical pode atrair mais usuários para o serviço — se eles toparem pagar para ter alguns benefícios, melhor ainda.

Configurações do Ubuntu One

A Canonical diz que o Ubuntu One em outros sistemas facilita no compartilhamento de arquivos. No cenário previsto por eles, uma casa em que um só computador roda Linux e outros SOs poderia utilizar o Ubuntu One para compartilhar documentos entre os diversos usuários da máquina. Basicamente, o mesmo tipo de coisa que a Dropbox faz tem algum tempo (a SugarSync também, devo lembrar).

Ficou interessado em testar o Ubuntu One no seu computador com Windows? O download está disponível a partir dessa página.

Claro que é preciso criar uma conta no Ubuntu One para começar o backup dos seus arquivos. Usuários de versão free do serviço têm direito a 5 GB para usar e abusar da forma como preferir. Quem quiser mais do que isso precisa desembolsar US$ 3,99 mensais para garantir 20 GB de espaço e ainda a comodidade do serviço de streaming de música fornecido pela Canonical. Convenhamos que o preço não é exorbitante, ainda mais para quem precisa.

Se você gosta da ideia de ter 20 GB para fazer seus backups mas não quer gastar menos de 10 reais por mês com isso, minha melhor sugestão é apelas para o Live SkyDrive da Microsoft. Com uma diferença: é somente backup, sem sincronização dos arquivos em diferentes máquinas.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Ruy Acquaviva
Esse é o meu caso.
Rodrigo
Na verdade, esta é a solução para quem usa Ubuntu em suas máquinas domésticas e fica preso ao Windows no trabalho. Até que enfim, funcionando! :-)
Yangm
Pra quem assiste de longe, apenas um aviso: depois que eu instalei os malditos repositórios da canonical meu mandrivão nunca mais foi o mesmo, o desgosto foi tanto que eu reinstalei o system.
Gil
O Dropbox continua sendo o melhor para mim, o unico problema são esses ridículos 2GB gratuito que eles disponibilizam.
phormigon
Pois é... até pensei em testar no Debian enquanto lia a matéria, mas até acabar de ler a vontade já passou. Sou mais manter meus repositórios como estão.
Turdin
Não largo o sugarsync por nada =]
@brunogdb
Dropbox pra que?
Yangm
Partilho da mesma opinião.
Yangm
Pensei na mesma coisa.
Scheldon
Sim, mais vai ter que instalar os repositórios da canonical(que são uma merda).
Victor
Concordo. O povo tem de escolher o SO, com base na facilidade, no desempenho, na estabilidade, na segurança ou em outra coisa que ele busca, não por ser necessário para rodar uma aplicação. Lógico, que largar o desempenho do dirext X(apesar do OpenGL ser rápido em muitas plataformas, ele é lento no rwindows) e outras ferramentas que aumentam a produtividade, por causa de uns 10% que usam Linux ou MAC......
ricardo
Deus queira que todas as empresas sigam essa tendência de oferecer soluções multiplataforma, assim poderemos usar o SO que quisermos em qualquer lugar.
Victor
Eu posso usar Ubuntu One no meu Debian com KDE???
Guilherme Macedo
Mas antes era beta, não era?
Renato
Interessante mas.... Vou aguardar o lançamento do Google-drive rs (confio mais no google)
Exibir mais comentários