Não há mais do que reclamar. Depois que a presidente Dilma sancionou a lei que dá incentivos fiscais para os tablets produzidos no Brasil, agora é a vez da Foxconn confirmar aquilo que a gente espera faz tempo: os primeiros iPads made in Brazil devem sair da linha de montagem da empresa no interior de São Paulo a partir de dezembro desse ano.

A informação foi obtida pela Reuters ontem, no mesmo dia em que o Diário Oficial da União reproduzia a decisão da nossa comandante-em-chefe. Desde ontem a isenção de PIS e Confins está valendo não somente para os iPads da Apple, mas para qualquer tablet produzido (na verdade montado, visto que os componentes ainda vêm de fora) em território nacional.

A mesma Reuters noticiou no fim de setembro que o sonho do iPad brasileiro estava em risco. A agência citava a dificuldade de negociações no país, o que atrasou bastante os planos da Foxconn. A promessa do ministro Aloizio Mercadante, de Ciência e Tecnologia, é que teremos um verdadeiro “Natal dos Tablets” nesse ano.

iPad não é o único tablet a tirar proveito da Lei do Bem

O próprio Mercadante disse ontem que já dá para produzir o iPhone em larga escala. Os amigos do Gizmodo Brasil foram os primeiros a informar que, a partir da fábrica da Foxconn em Jundiaí, o iPhone 4 será produzido localmente. A expectativa do Pedro Burgos, editor do blog, é que a geração anterior do iPhone custe algo entre R$ 1.100 e R$ 1.200.

Mantendo o planejamento inicial da gigante asiática, Mercadante disse que o iPad continua sendo esperando para o fim do ano. Antes tarde do que nunca, eu diria.

Para concretizar o negócio no país, a Foxconn espera investimentos do BNDES, banco gerido pelo governo que se propõe a promover o desenvolvimento econômico e social. Por sua vez, a Foxconn pretende gastar US$ 12 bilhões com a operação brasileira nos próximos anos.

A Apple Brasil ainda não se manifestou sobre a produção local do iPhone e do iPad. Na verdade, ninguém da mídia espera que a empresa faça isso. Ela nunca faz.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Vinnicius
ICMS, IPI, Aluguel, fluxo de caixa, etc... Essas coisas que fazem com que os eletronicos no brasil fiquem mais caros vão continuar sendo cobrados, mesmo com essa "redução" realmente aconteça ( o que e duvido muito).
Gui
Tava demorando pra alguém falar do PT...
Gui
Aí é só comprar na Apple Store. Ela é a primeira interessada em abaixar o preço do produto, não?
@rodrigosborges
Eu não esperaria uma mudança grande no preço do IPAD depois desta noticia http://tecnologia.terra.com.br/noticias/0,,OI5413509-EI15608,00-Isencoes+ja+baixaram+preco+de+tablets+nacionais+dizem+fabricantes.html
@bzerro
Falta só educação na formação de engenheiros dessa área e eles vão ter (já importaram) profissionais de fora. Aff Talvez essa devesse vir em primeiro lugar.
j2k
caramba sera q agora vai? na torcida...
Kowalski
Vai ficar muito caro, ou seja, como está hoje...
Willian Max
Só quero ver se eles vão exportar e importar de novo, assim como fazem na China.
wslemos
Tá mais que na hora de começar!!!
DBLeite52
Aumento de 1% no imposto gera 5% a mais no produto. Baixa 30% de imposto e apenas 2% no preço do iPad. Assim são os empresários brasileiros: os mais gananciosos do mundo!
Tio Z
Correção, se sobe 1 centavo na produção, sobe 10 reais no produto final. É meio que a história do "quem conta um conto aumenta um ponto" mas com dinheiro e cadeia de distribuição.
Tio Z
Infelizmente só tenho a dizer: Uh-huh, senta lá Claudia. Pode ter certeza que vai vir o famoso: "Realmente tem incentivos na produção, mas a logística é cara, o pedágio ta caro, o que deu a gente repassou".
@rafa1696
O preço dos produtos da Apple continua o mesmo após atualizações, só quando há redução de preço o mesmo muda.
@rafa1696
O navegador do Android usa o motor de renderização WebKit, esse site identifica qualquer navegador que usa como Mobile Safari.
Mariana
Achei esta charge imperdível, sobre Steve Jobs e iPad: http://www.i-am-bored.com/bored_link.cfm?link_id=64790
Exibir mais comentários