Início » Internet » Ballmer em momento de sinceridade: "tivemos sorte de não comprar Yahoo"

Ballmer em momento de sinceridade: "tivemos sorte de não comprar Yahoo"

Avatar Por

O CEO da Microsoft e animador de torcidas Steve Ballmer afirmou que sua empresa "teve sorte" ao falhar na tarefa de tentar adquirir o Yahoo em 2008.

A fala aconteceu durante a conferência Web 2.0 Summit, que está acontecendo em San Francisco. Ao ser perguntado por um jornalista se Ballmer estava satisfeito por não ter pago US$ 44,8 bilhões pela empresa em abril de 2008, o executivo apenas respondeu que "Bem, você sabe, os tempos mudam. (...) Naquela época isso parecia ser um bom negócio. Mas às vezes nós temos sorte", disse.

Como lembra o site Mashable, em abril daquele ano a gigante dos softwares fez uma generosa oferta de US$ 44,6 bilhões pela ex-gigante das buscas, cifra que apesar de ser (bem) maior que o valor de mercado da empresa, foi recusada pelo conselho diretor da companhia, que na época era dirigido por Jerry Yiang, seu fundador. Depois de diversas ofertas, a MS desistiu do negócio e partiu para o desenvolvimento de sua própria ferramentas de buscas na rede, o Bing.

Em 2009, Yahoo e Microsoft anunciaram a criação de uma "aliança" para buscas na rede, em que a primeira seria responsável pela venda de anúncios e a segunda, por varrer a web em buscas de informações. Depois de diversas crises e re-estruturações desde então, atualmente o valor de mercado do Yahoo é avaliado em US$ 19 bilhões.

Dados da empresa StatCounter sobre o mercado dos mecanismos de busca aponta que o Google é o buscador mais usado da rede, com 90,84% da preferência dos navegantes de todo mundo. Lá longe, na segunda colocação, aparece o Yahoo, com 3,72%, com o Bing em seu encalço com 3,47%. No Brasil, 99,09% das buscas são feitas através do Google, com Yahoo com 0,62% e Bing, 0,02%. Nos EUA, Google tem 79,31%, Yahoo 9,79% e Bing 9%.

Com informações TechCrunch

Mais sobre: , ,