Início » Celular » Google Music sai do beta e ganha loja com 8 milhões de canções

Google Music sai do beta e ganha loja com 8 milhões de canções

Por
7 anos e meio atrás

Como previsto, o anúncio do Google agendado para hoje foi mesmo relacionado ao Google Music e sua maior integração com o Android. O serviço, lançado pelo Google em agosto desse ano, contava com poucas funcionalidades até agora – era possível enviar as músicas do computador para a nuvem e ouví-la em aparelhos Android ou iOS conectados à internet, mas nada muito além disso. Hoje a empresa anunciou que o Google Music sai da sua fase beta e ganha uma loja oficial de melodias, integrada ao Android Market.

Coldplay: um dos artistas no Google Music

As capturas de tela vazadas no começo da semana foram confirmadas: as músicas vão mesmo custar entre US$ 0,99 e US$ 1,29. Mas outros detalhes foram revelados hoje – elas serão arquivos de mp3 sem DRM, com qualidade de 320 kbps e antes de comprar vai ser possível ouvir 90 segundos da melodia. A loja de músicas vai ser integrada direto numa atualização do aplicativo do Android Market, que já vende livros e aluga filmes em certos mercados.

Essa loja vai contar com 8 milhões de canções já no lançamento, fruto de parcerias do Google com três grandes gravadoras (EMI, Universal e Sony Music) e dezenas de outras menores. A empresa planeja ter até 13 milhões de canções disponíveis ao longo dos meses. Como de costume, o serviço está restrito às fronteiras dos EUA e não há previsão se ela deverá sair do país por enquanto.

Foco nos artistas

Como parte do lançamento do novo Google Músic, certas bandas e músicos das grandes gravadoras vão oferecer conteúdo exclusivo na loja, dentre eles estão os Rolling Stones, Coldplay, Shakira e Pearl Jam. E todo o dia haverá uma música disponibilizada gratuitamente no serviço também.

Além de ter feito um acordo com as grandes gravadoras, o Google conseguiu também gravadoras indies, que tem artistas menos famosos. Para eles, há algo chamado Artists Hubs, que permite que eles criem suas próprias páginas dentro da loja de músicas e venda suas canções diretamente, podendo controlar até o preço pelo qual elas são vendidas.

Google+ integrado aqui também

Durante a compra de uma música na interface web do Android Market, o usuário poderá compartilhá-la direto no seu perfil do Google+. Esse compartilhamento vai dar direito aos amigos desse usuário de ouvirem a música inteira, por streaming, direto de uma interface personalizada do Google+ e sem precisar pagar nada. Mas há limites: não é possível ouvir a música mais de uma vez.


(Vídeo no YouTube)

Essa funcionalidade vai ajudar não só na divulgação de artistas pouco conhecidos como também deve servir como maneira de aumentar as vendas daqueles já famosos, pois os fãs desses artistas vão querer compartilhar a compra na rede social se isso já for bem integrado.

As demais funcionalidades já conhecidas, como o upload de músicas para o serviço e a possibilidade de baixar músicas no Android para ouvir no modo offline, continuam. Mas diferente do previsto pelo Google, não haverá uma versão paga do serviço – ele vai ser gratuito para sempre, com o limite de 20 mil músicas.

Mais sobre: ,
Participe das conversas do Tecnoblog

Leia o post inteiro antes de comentar
e seja legal com seus amiguinhos.

Carregar Comentários Conheça nossa política de comentários aqui.