Início » Jogos » Apple libera assinatura mensal de jogos no iPad

Apple libera assinatura mensal de jogos no iPad

Big Fish vai cobrar US$ 6,90 mensais pelo acesso a todos os games.

Avatar Por
8 anos atrás

A Big Fish, empresa que produz alguns jogos casuais — e outros nem tanto — para a família inteira, é a primeira companhia a receber e benção da Apple para explorar um modelo de negócios relativamente novo. Ela está autorizada a oferecer a assinatura mensal de seus serviços por meio da App Store, utilizando a tecnologia de pagamentos da empresa da maçã para cobrar os assinantes a cada 30 dias.

Será preciso ter o iPad para desfrutar o serviço.

Diferentemente do World of Warcraft, game que custa um determinado valor mensal para quem é fã da Blizzard, o aplicativo da Big Fish não se restringirá a apenas um título. Em vez disso, a ideia é colocar todos os jogos da empresa à disposição do usuário pelo valor fixo de US$ 6,99 mensais. Pelo que se vê, é adaptação da oferta de "coma o quanto você quiser", quando o sujeito paga um valor cheio e aproveita para tirar a barriga da miséria, para o mundo digital e dos games.

Por menos de R$ 13 mensais (considerando a cotação do dólar de hoje), o jogador que instalar o aplicativo no iPad tem uma série de jogos para escolher. Como se fosse no Netflix, segundo analogia empregada pela agência de notícia Bloomberg para explicar a situação. Quando assina Netflix, o cliente pode assistir quantos filmes quiser naquele mês. No app da Big Fish ele fica livre para escolher e jogar quantos games quiser.

"Mystery Stories: Mountains of Madness HD": US$ 6,99 no iPad

A mudança de paradigma se deve à forma como a Apple conduz as opções que dá para empresas de jogos. Um jogo por venda, com vendas adicionais por meio de transações in-app para garantir itens extras, armaduras e tudo mais que o capitalismo dentro de jogos permite inventar e explorar. A Big Fish é a primeira, mas eu aposto que não será a única a adotar o jogo como um serviço em vez de um produto.

Está nos planos da Big Fish correr para o Android e fazer a mesma mudança: um aplicativo só com todos os jogos, cobrando valor mensal por isso. Na hora que o cliente se cansar dos títulos, pode cancelar a coisa toda de uma vez só.

A versão do app da Big Fish para o sistema do Google deve ficar pronta no ano que vem. A assinatura de app de jogos segue a de jornais e revistas, algo muito esperado pela indústria de conteúdo nos Estados Unidos. Reza a lenda que as vendas cresceram depois que o recurso foi liberado para editoras, bem como a chegada do Quiosque (o nome é horrendo, mas designa a central de conteúdo jornalístico e informativo no iOS 5) com a atualização mais recente do iPhone OS. Vejamos que se o efeito se repete nos jogos.

Com informações: Bloomberg

Mais sobre: , , ,