A GSM Association anunciou em Hong Kong  durante um congresso que 45 das maiores operadoras de telefonia móvel do mundo se comprometeram a implementar soluções e serviços baseados em um novo modelo de SIM Card com tecnologia NFC (Near-Field Communication).

O consórcio inclui bandeiras como a AT&T, Deutsche Telekom (prima da T-Mobile), Vodafone e Verizon. O objetivo destas e outras operadoras pelo mundo é tornar o chip com a tecnologia NFC no padrão para a indústria o mais prontamente possível.

Apesar de figurar em outros países além dos EUA, China e Japão apenas como notícia, a tecnlogia que favorece a rápida expansão de novos serviços como o Google Wallet carece de fato de regulações no protocolo da tecnologia para que possa finalmente vingar.

A China Telecom, uma das grandes operadoras do grupos, já oferece chips com serviços contendo a tecnologia e deve ser uma das principais fontes de conhecimento ao compartilhar suas bem sucedidas experiências com a NFC.

Diferentemente do Google, que não é uma operadora de telefonia, a China Telecom pode oferecer informações valiosas sobre como a integração de protocolos de segurança globais deve acontecer de acordo com a demanda de cada operadora e seus diferentes mercados.

O objetivo principal da tecnologia NFC é trazer segurança para a próxima grande onda do mercado mobile, que é a adição de funcionalidades que possam favorecer o transações financeiras a partir de aparelhos celulares, smartphones e também tablets.

Das maiores preocupações no desenvolvimento dessas diretrizes, figuram questões como a clonagem. A facilidade com que isso pode ser feito atualmente é um dos principais argumentos  daqueles que ainda se posicionam de maneira cética diante da implementação de um passo tão grande para o setor.

Em agosto deste ano um hacker alemão (Karsten Nohl) tirou o sossego das operadoras e derrubou o queixo de consumidores pelo mundo quando demonstrou o quão fraca e porque não até mesmo desrespeitosa pode ser a mecânica de encriptação e infra-estrutura de segurança das operadoras. Quais seriam os formatos ideais para a segurança do novo chip?

A nova convenção já traria consigo a responsabilidade de responder não apenas essas questões, mas também viria imbuída de uma complexa obrigação em reparar a reputação de praticamente todas as operadoras na questão da segurança de um novo formato, em um momento cuja aquela do formato atual não é lá grandes coisas.

Por outro lado, a iniciativa nos leva a pensar que a problemática da falta de aparelhos com suporte à tecnologia seja finalmente resolvida, uma vez que virtualmente qualquer aparelho com suporte à GSM poderia integrar-se da nova tecnologia.

NFC

NFC

O Google ao criar o Walltet baseado em NFC acabou impingindo, talvez de maneira compulsória e não intencional, um paradigma de que uma nova geração de aparelhos precisaria ser criada para receber a tecnologia.

Essa é uma conjectura que possivelmente cairá com o resultado dos primeiros protocolos criados pelo conglomerado, sabe-se lá para quando mas espera-se que, em breve.

Serão negociações delicadas ante o jogo de egos e vantagens competitivas que cada grande operadora vai buscar preservar e/ou atacar contra seu concorrente imediato. Eu me pergunto por exemplo como a Verizon, que cuja linha tem uma oferta basal de aparelhos exclusivamente com tecnologia CDMA e LTE (4G) e que não utilizam SIM Cards, poderá colaborar com a promoção do novo chip.

Fala-se também na utilização do chip com tecnologia NFC em televisores, geladeiras, outros eletrodomésticos e até em publicidade urbana, desdobrando a seara de complicações e especulações para níveis ainda mais desafiadores.

Como se essa parte do desafio já não fosse complexa o bastante, a GSMA também anunciou que trabalhará junto a parceiros e grandes houses de desenvolvimento para a criação de aplicativos que utilizem a tecnologia NFC já durante o desenvolvimento do formato. O que deve adicionar ainda mais ao debate.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

marcoscs
Exato, deve haver alternativa para todos os públicos, para os mais leigos há o UOL, o Guia do PC, o Zumo, etc. Mas também deve haver alternativas para os que têm uma base maior de conhecimento, para os que lêem posts do San Picciarelli sem sentir angústia e depressão, rssrssrsrsssrsrssrsr
Turdin
Concordo, textos assim estavam em falta por aqui faz um tempo!
Rodrigo Fante
Pois é, agora que vi que tem gente reclamando do texto ser pesado, é técnico, mas bem claro, perfeito para um blog onde o assunto é totalmente relacionado e onde o leitor teoricamente já tem uma base de conhecimento. Se for para nivelar por baixo vira outro UOL tecnologia.
marcoscs
só pra complementar (já que o Tecnoblog ainda não nos presenteou com um sistema de comentários que permita edição): textos como esse o San rabisca em post it enquanto assiste o desenho do Picapau, rsrsrsrsrsrssrsrss
marcoscs
tem gente achando esse texto do San pesado??? heaieiaeaieaiheaiaeiaehieahi, voces ainda não viram nada.....
San
Cheers lads !
Rodrigo Fante
Excelente texto, informativo, bem explicado sem pesar demais, parabéns San, um grata surpresa no Tecnoblog, que muitos venham. E será um grande avanço se realmente em breve todos celulares/smarts vierem com NFC, adeus cartão de crédito/débito.
@yagogabriell
trocar o sim pelo NFC.. Bem, essas operadoras que ter certeza do que vão fazer, creio que se for outro modelo como o microSIM é preciso gastar dinheiro. O sim está muito bom não sei pra que mais essas coisas pequenas.
Yangm
É escritor novo, nós ainda não nos acostumamos com ele e nem ele com a gente. A propósito, San seja bem vindo a esse mundo mágico maravilhoso e lindo cheio de macfags, trolls, freetardes, windows maníacos, e um pouco de pessoas normais.
Gaba
O Post é bom... mas realmente é bem grande :/ Enfim, acho que eu não vou usar tão cedo isso, ou até mesmo nem usar. Não consigo confiar nisso...
Yangm
Confirmado: alguém dessa turminha acessa o Tecnoblog e viu meu comentário sobre matar o SIM e usar NFC no lugar. Não viu meu comentário? Olha o post sobre a tentativa de menorizar o microSIM.
Alisson Kalinke
Não desmerecendo ninguém, tenho certeza que o post é extremamente educativo, mas é muita coisa pra gravar.
Alisson Kalinke
Meu jesuis que texto carregado, juro que não consegui gravar metade das informações...
7megas
Pois eh, se fala mto em velocidade, e processamento, mais segurança é sempre bem vindo...