Início » Internet » Facebook entra na luta contra os suicídios

Facebook entra na luta contra os suicídios

Por
8 anos atrás

O Facebook anunciou na terça-feira o lançamento de um serviço que pretende manter pensamentos suicidas longe das cabeças de seus usuários. Por ora disponíveis apenas para usuários da língua inglesa, o serviço permitirá que amigos denunciem possíveis posts com conteúdo suicida ao site.

De acordo com informações divulgadas, a própria rede social entrará em contato com o deprimido usuário através de uma mensagem, oferecendo a opção usar o chat da rede social para conversar em tempo real com um conselheiro.

A iniciativa, que está em desenvolvimento desde o começo do ano, tem o apoio da National Suicide Prevention Lifeline, dos EUA. De acordo com Nicola Pecket, diretor de comunicação da ONG britânica Samaritans, que ajudou no desenvolvimento da ferramenta mas que ainda não foi inclusa na novidade, a expansão do serviço para outros países com a ajuda de outras ONGs é o “próximo passo” do serviço, afirmou à BBC.

“Um dos objetivos é permitir que a pessoa receba ajuda especializada o mais rápido possível”, disse Fred Wolens, diretor de políticas públicas da rede social à agência de notícias Associated Press. A opção vem se somar aos serviços de ajuda telefônica contra suicídios que há anos existem inclusive no Brasil. “Muitas pessoas nos dizem que precisam falar com alguém, mas não desejam ter que fazer uma ligação telefônica. O envio de mensagens é o ideal para estes casos”, completou Lidia Bernik, diretora da National Suicide Prevention.

Desde o ano passado buscadores como Google e Yahoo exibem meios de contato com organizações que combatem o suicídio cada vez que algum usuário usa palavras de risco em suas buscas.