Início » Brasil » Oi inaugura lojas próprias para vender smartphone e tablet

Oi inaugura lojas próprias para vender smartphone e tablet

Lojas da operadora terão atendimento, venda e pós-venda.

Avatar Por

Rever conceitos parece ser o mantra da Oi. A operadora que se diz genuinamente brasileira (mesmo com parcela de suas ações pertencente aos portugueses da PT Telecom) inaugura no dia 16, próxima sexta-feira, 61 lojas próprias no país. Para 2012, a meta é que a Oi possua o triplo disso: 180 lojas próprias.

Essa é a mesma Oi que decidiu voltar com o subsídio para aparelhos, proposta comercial que ela lutou bravamente contra em diversas campanhas publicitárias (quem ama bloqueia, lembra?).

A nova estratégia da Oi prevê lojas próprias no Distrito Federal, Goiás, Paraná, Rio Grande do Sul e São Paulo. Curiosamente, a empresa não falou de novas lojas no Rio de Janeiro, cidade ontem mantém sua base de operações para o país inteiro.

Oi: plano mais smartphone por R$ 92 mensais

Oi: plano mais smartphone por R$ 92 mensais

De acordo com o comunicado emitido pela operadora, as lojas servirão para oferecer "experiência de alta qualidade no atendimento através dos atributos de marca da companhia". A Oi cita inovação, qualidade, convergência, presença e força de mercado como fatores perceptíveis em que a adota como operadora de telefonia móvel.

A Oi cita especificamente os tablets e smartphones, em especial o iPhone 4S, cujo valor mais em conta fica na casa dos R$ 2 mil em pós-pago oferecido pela Oi. Com o retorno dos subsídios, é natural que a empresa aposte numa abordagem mais direta junto ao consumidor para a venda dos produtos, visto que é a partir deles que o cliente tem acesso aos planos e pacotes oferecidos pela companhia. O programa de fidelidade Oi Pontos reforça a aposta da Oi na prática comercial que a Vivo e a Claro sempre tiveram como bandeira.

Segundo a Oi, as lojas próprias terão atendimento, venda e pós-venda. Tudo junto.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

@AntonioVeras
No, tanks!
Prefiro esperar um desconto de algum site.
Ontem mesmo eu recebi um código com 20% de desconto.
Com ele eu poderia comprar um N8 DESBLOQUEADO por R$ 799,00, com frete grátis, em 10x sem juros e ainda, de brinde, nem acreditei, um Nokia 52 alguma coisa.
Deixei pra próxima. Sou exigente.

Fico abismado quando vejo aquelas promoções onde você compra o celular e ainda tem que pagar mensalidade nessas lojas fixas. No fim fica bem mais caro que comprar um celular avulso desbloqueado por algum site.
Alexandre
Vai continuar a mesma coisa. Paralelamente, a TIM tem lojas proprias e de terceiros. Quando tive problemas com o chip, fui na loja propria e, nao fosse a gerente gente fina, teria sido melhor nao ter saido de casa, pois vc chega numa loja e te pedem para fazer tudo via call center...
Yangm
Se alguma chegar próximo dos 20% já é utopia, imagina 100%.
@michelblopes
Sinceramente, eu acredito que no Brasil não nenhuma operadora chegue próximo ao 100% de excelência no atendimento e serviços.
Renato Medeiros
Fiquei em dúvida:
“experiência de alta qualidade no atendimento através dos atributos de marca da companhia”

Não entendo como ALTA QUALIDADE tenha qualquer relação a marca da companhia! Achei isso uma PIADAAAAA.

Boa sorte pra eles. Sinceramente não acredito que consigam melhorar a qualidade deles em atendimento, que hoje é péssima.
@leozacche
Aqui no RJ existiam alguma lojas próprias (próprias de verdade inclusive com funcionários realmente da OI). Eu até estive em uma delas quando precisei cancelar uma linha de telefone fixo - tempos atrás.

Mas mesmo essa loja própria era apenas uma camada sobre o tele-atendimento: os atendentes te ouviam, e eles mesmos ligavam para o tele-atendimento e travavam a briga no seu lugar. No final das contas, quem EFETIVAVA mesmo as operações, era o call center.

Curioso, não?
Sidney
Não há nada de errado. Ironico é que a mesma operadora correndo atrás disso fazia um estardalhaço contra multas contratuais e aparelhos desbloqueados.

Realmente não existe nada mais perfeito que um dias após o outro e uma noite no meio. XD
@_eliasalberto
Se a demanda eh por aparelhos subsidiados em contratos de fidelidade, não vejo nada de errado em a Oi pular nesse barco. O que considero errado eh que vendam aparelhos bloqueados, coisa que sequer sabemos se farão.
GustavoUNQ
Entendido... :)
Thássius Veloso
Sim, são franquias ou revendas autorizadas. Pelo menos é isso o que a Oi dá a entender em comunicado.
GustavoUNQ
Pelo que entendi serão lojas da Oi mesmo, é isso? Porque o que existe hoje (como nas outras operadoras) é uma rede de franquias, estou certo?

Em um shopping que costumo ir tem duas lojas da Oi e percebe-se facilmente várias diferenças entre elas (atendimento, práticas comerciais, procedimentos operacionais). Tanto que há um tempo atrás, quando era cliente da Oi, fui em uma delas procurando por um serviço técnico (acho que era mudança de número para outro chip) e disseram que "não estava disponível", sendo que ao ir imediatamente na outra loja fui prontamente atendido.
Vinicius Kinas
Geralmente são revendas autorizadas, não lojas da própria operadora.
Thássius Veloso
Provavelmente eram revendas. Em comunicado, a Oi diz claramente que a primeira loja será inaugurada no dia 16 com venda do iPhone 4S.
Turdin
Mas já não existia? Aqui na minha cidade pelo menos sempre existiram 3 lojas da OI...