Início » Curiosidades » Bill Gates: “Steve Jobs tinha inveja do sucesso do Windows”

Bill Gates: “Steve Jobs tinha inveja do sucesso do Windows”

E Woz disse que chorou ao ler trecho da biografia do iCEO.

Por
8 anos atrás

Steve Jobs passou boa parte de sua vida falando mal dos produtos da Microsoft, mas foi apenas depois de sua morte que Bill Gates se dignou a dar qualquer reposta às críticas de seu antigo amigo e arquirrival.

Durante em uma entrevista a uma rede de televisão australiana, o fundador da Microsoft afirmou que quando Jobs o chamava de “pouco imaginativo” e o acusava de roubar ideias, ele o fazia porque “as máquinas da Microsoft vendiam muito mais do que as da Apple”, disse, completando em seguida que, tirando este detalhe, o guru da empresa da maçã era “uma pessoa brilhante”.

“Muitos motivos fizeram com que o trabalho da Microsoft tivesse sucesso e Steve fez muitas contribuições. Nos últimos anos ele foi mais gentil, mas muitas vezes disse coisas muito duras.”

Aposentado da Microsoft desde 2006, desde então dedicando todo seu tempo a projetos de filantropia, Gates aproveitou a entrevista para desmentir um boato levantado pela revista Fortune em novembro de que ele poderia voltar ao comando da MS.

“Eu ainda sou envolvido com a Microsoft em alguma parte do meu tempo e até estive em contato com eles recentemente, mas minha aposentadoria não é algo que vá mudar. A Fundação Bill e Melinda Gates pede muito da minha energia e é o que eu quero fazer o resto de minha vida.”

Outro que andou falando de Steve Jobs nos últimos dias foi seu antigo parceiro Steve Wozniak. Na noite de quarta-feira a rede de TV CBS exibiu um documentário sobre o falecido CEO chamado Billion Dollar Hippy (ou O Hippie de Bilhões de Dólares, em uma tradução livre) em que Woz disse ter “chorado um pouco”  ao descobrir, lendo a biografia escrita por Walter Isaacson, que Jobs embolsou para si boa parte de um dinheiro recebido da Atari nos anos 70 por conta de um jogo que desenvolveu.

Na ocasião Woz foi recrutado por Jobs para fazer um novo jogo para empresa de consoles. “Ele pediu que o jogo estivesse pronto em quatro dias (…) mas não mencionou o bônus prometido pela Atari”. Passaram-se 10 anos até o gordinho descobrir que tinha direito a um dinheiro extra por seu trabalho, mas em seguida disse que “recebeu menos do que a metade” que foi paga a seu (muy) amigo.

Com informações Fairfax Media, IBItimes