Início » Computador » Taxa de transferência de HDs – Teórico X Real

Taxa de transferência de HDs – Teórico X Real

Por
13 anos atrás

Recentemente adquiri um HD SATA2 de 80GB da Samsung. Na verdade era a única peça que faltava para que o upgrade no meu micro se completasse.

No dia que fui compar o HD, eu optava pelo SATA 1, pois o dois ainda não havia chegado em minha cidade, e quando eu estava saindo com o drive na mão o distribuidor ligou falando sobre promoções, entre elas o SATA 2 por R$ 205,00 !!
Imagine se não aproveitei :P.

Bom, chegando no trampo, instalei o bonito sem nenhum problemas, e completei a formatação e instalação do Windows XP em apenas 7 minutos. O caso é que, é uma marca muito boa, o que me levou a imaginar que diferença faz a transferência de 300MB/s do SATA 2.

Mas, como todos que já testaram sabem, o disco nunca atinge a taxa teórica. Meus antigos PATA 100, faziam 70MB/s, e já vi gente fazendo 98MB/s com 2 discos SATA 1 em RAID 0!!
Bom, testei o meu disco por um software chamado HD Speed, setei o tempo para 10 segundos e veio o resultado.

A marca máxima que consegui atingir foi de 148MB/s, e a média no final dos 10 segundos ficou em 147MB/s. Decepção total, visto que o SATA 2 deveria chegar perto da casa dos 300MB/s, e estava atingindo um valor mais baixo do que o valor teórico dos SATA 1. Mas tenho também certeza que um HD SATA 1 mal passaria dos 100MB/s.

Enfim, se querem um SATA 2, eu até aconselho que comprem, o sistema fica bem mais rápido, isso sem contar dos recursos que o nova versão traz, como o NCQ, mas eu esperaria por uma versão que tivesse rotações mais altas que 7200RPM.
Com certeza isso vai melhorar (e muito) a performance do disco, afinal de que adianta uma largura de 300MB/s de banda, se os dispositivos mecânicos do drive não conseguir ler tudo isso? 😉

Mais sobre: , ,