O Windows já oferece há algum tempo a opção de restauração para um ponto anterior em que aplicativos não estavam presentes ou em pontos antes de uma instalação de um driver, por exemplo. Mas no Windows 8 a Microsoft vai oferecer duas novas opções, chamadas Refresh e Reset, que são bem diferentes da opção de restauração – uma delas é bem parecida com a opção de restauração de fábrica que está presente na maioria, senão todos, dos celulares atuais.

Reset: apaga tudo, mesmo | Clique para ampliar (Crédito: Microsoft)

A opção de Reset vai fazer o Windows começar do zero: ela remove todos os dados pessoais, muda todas as configurações para o padrão e reinstala o sistema. Dentro dessa opção é possível fazer duas escolhas: remover os dados por completo (mais demorado) ou apenas apagar os dados de forma rápida (de forma que eles possam ser recuperados por alguma pessoa com as ferramentas certas). Ela serve para ser usada quando você não tiver muito apego aos seus dados ou já tiver feito um backup e quiser passar o computador para a frente.

Refresh: deixa tudo limpo mas não apaga dados | Clique para ampliar (Crédito: Microsoft)

Já a opção Refresh mantém todos os dados, aplicativos e configurações mas faz uma reinstalação do sistema. Essa segunda opção deve servir para quem notou algum problema ou está insatisfeito com uma possível lentidão, marca registrada de instalações antigas do Windows. Ou também para pessoas que querem reinstalar o sistema mas não têm um HD externo para fazer backup.

Os detalhes ainda mais detalhados (!) dessas opções estão disponíveis no blog oficial da equipe responsável por construir o Windows 8. Lá também já foi detalhado no passado a nova instalação do Windows 8, que deve seguir um esquema mais simples do que as várias telas existentes nos sistemas anteriores, então é natural que os demais processos sigam a mesma ideologia.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Fausto Santos
gostei muito
Alexandre Nahorny
Acabei de fzer a besteira de usar essa op;'ao sem saber que deletava todos os hds, perdi 600 GB de download, alguem saberia algum modo de recuperar
Lucas Meneses
o problema é o "um pouco mais de inteligência"... Acredito que isso vai é facilitar para os "formateiros".
@filipekiss
Caio trollando todo mundo.
JoseRenan
Pensei justamente nisso, agora muito serviço feito por técnicos será extinto. Tanto para recuperar quanto para formatar, agora qq pessoa com um pouco mais de inteligência pode fazer isso sozinho!
@xrenan
FUTURO APÓS ESSE RECURSO: Os sobrinhos-pseudo-técnicos-em-informática vão perder a grana dos trampos de "formateiros" e entrarão em extinção. :}
Smess
Só agora que Windows vem com esse recurso? Ptz!
gsctt
Both.
Kowalski
@TatoGomes: Assim, você vai perder uns bons trocados. :mrgreen:
Kowalski
:lol:
Rennan
Vai se detonando ou o usuário detona ele?? Melhor ainda, os programadores que detonam ele, visto que no momento de desinstalação de um programa, os registros/dll's/pastas ainda ficam lá (ponto extremamente negativo para a Opera Software). Um dos grandes defeitos do Windows, é que ele da poder demais para os usuários, somando isso a descentralização de diretórios para o bom funcionamento de um programa. Mas é aquela coisa, um sistema que não é levado a sério (tanto por usuários quanto por programadores) se torna um grande foco de problemas.
@LBKatan
Vocês sabem tanto de inglês que não entendem que general também é general (patente militar) em inglês ou simplesmente não têm senso de humor?
Leodemelo
Creio que vai ter muitos NEXT, AGREE, VC ESTÁ CERTO DISSO OU PREFERE PULAR?
Leodemelo
Os técnicos podem até perder um espaço, mas ainda vai ter gente leiga demais e o que essa nova ferramenta vai fazer é facilitar o trabalho dos formatadores :D
@TatoGomes
Com certeza não será algo que esteja muito visível aos olhos leigos. Estará como uma ferramenta administrativa, por exemplo. Isso já evita alguma dor de cabeça.
Exibir mais comentários