Início » Web » Twitter não curtiu integração social na busca do Google

Twitter não curtiu integração social na busca do Google

Por
6 anos atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

As páginas de resultados do Google ganharam ontem um aspecto mais social quando a empresa anunciou que o Google+ estaria ainda mais integrado à elas. Como toda a grande decisão do Google, essa também foi dividida entre os que a apoiam e acham que não devem causar mal algum e os que acham uma mudança terrível que pode prejudicar o bom funcionamento da web. Não surpreendentemente, o Twitter está no segundo grupo.

Ontem o conselheiro geral do Twitter, Alex Macgillivray, postou um link com a notícia no seu perfil, seguido dos dizeres “Más notícias para a internet”. Pouco depois o próprio Twitter liberou um comunicado dizendo que “estão preocupados” com as mudanças do Google por que isso tornaria mais muito mais difícil a descoberta de notícias em tempo real. Segundo a empresa, a maioria dessas notícias aparece primeiro no Twitter hoje em dia e links para esses tweets acabam sendo os resultados mais relevantes.

Com a nova busca social mostrando mais resultados do Google+, a impressão é de que o Twitter tem medo de perder usuários e tráfego para a rede social do Google, já que as pessoas iriam compartilhar mais por lá a partir de agora. Mas o Twitter esquece de lembrar que a decisão de terminar, em julho do ano passado, o acordo com o Google pela busca em tempo real foi da própria empresa.

Acho que o receio do Twitter é infundado, pois ele e o Google+ são redes sociais fundamentalmente diferentes. E o Twitter já se consolidou como fonte de notícias urgentes, não acho que isso vai mudar apenas por causa de uma maior integração do Google+.

A menos que o Google penalize o domínio do Twitter por algum motivo e retire os tweets da página de resultados. Aí sim, eles devem se preocupar.

Com informações: CNET.