Início » Curiosidades » App Store alcança 25 bilhões de downloads

App Store alcança 25 bilhões de downloads

Consumidor ganha US$ 10 mil em vale-compras da iTunes.

Por
7 anos e meio atrás

A Apple do Brasil disparou agora há pouco comunicado avisando que mais uma marca história foi alcançada pela App Store, a loja de aplicativos para quem tem iPhone, iPad ou iPod Touch. Já são mais de 25 bilhões de downloads de apps desde que a loja anunciada por Steve Jobs em pessoa começou a operar, em julho de 2008.

O app de nº 25 bilhões

Where’s My Water? Free é nome do aplicativo de número 25 bilhões, de acordo com a companhia. Foi baixado por um consumidor da China — país no qual a Apple tem interesse total em marcar presença mais forte nos próximos meses — que receberá prêmio de US$ 10 mil. No cartão de crédito para comprar o que quiser? Não, não: como vale-compras na iTunes mesmo. Eu preferia receber em dinheiro.

“Quando lançamos a App Store menos de quatro anos atrás, nós nunca imaginamos que apps móveis se tornariam o fenômeno que são hoje, ou que desenvolvedores criariam tantos apps incríveis para os usuários de iOS”, afirma Eddy Cue, o VP de software e serviços de internet.

O histórico da App Store é impressionante. Chegou ao primeiro bilhão e meio de downloads em julho de 2009; aos 2 bilhões em setembro do mesmo ano; aos 3 bilhões em janeiro de 2010; em janeiro de 2011 comemorava os 10 bilhões; e em julho do ano passado afirmou ter batido a casa dos 15 bilhões de downloads de apps.

Atualmente a App Store armazena 550 mil aplicativos, disponíveis em 123 países. Somente para iPad são mais de 170 mil apps nativos, desenhados para o tamanho de tela e para os recursos que um usuário de tablet quer.

Segundo a companhia, a App Store pagou mais de US$ 4 bilhões para desenvolvedores.

No comunicado a Apple não deu um pio sequer sobre a Mac App Store, a loja de aplicativos para Mac. Ando curioso para saber a quantas a loja de desktop vai. Provavelmente ganhou mais importância quando o Lion saiu, visto que o sistema é distribuído fortemente na loja. Com a chegada do Mountain Lion a coisa tende a ficar ainda mais agressiva porque a loja será o centro padrão para instalação de apps no sistema (para proteger os usuários com o recurso Gatekeeper, diz a Apple).