Início » Jogos » Alan Wake’s American Nightmare tem suspense e muito tiro

Alan Wake’s American Nightmare tem suspense e muito tiro

Não é "Alan Wake 2", mas vale os 1.200 MS Points cobrados.

Avatar Por

Alan Wake’s American Nightmare é a continuação do thriller de suspense lançado em 2010 para o Xbox 360, disponível na LIVE desde o final de fevereiro. Ambientado no Arizona e com um ritmo mais frenético que seu antecessor, American Nightmare conta um pouco do que aconteceu ao escritor depois dos mistérios de Bright Falls. Se muita coisa muda? Confira no review.

Se por algum motivo você ainda não jogou Alan Wake, talvez você receba alguns spoilers sobre a história do jogo. É inevitável, já que American Nightmare se baseia nos acontecimentos do final do primeiro jogo. Para evitar frustração, recomendo que jogue Alan Wake e venha ler o review enquanto estiver baixando American Nightmare da LIVE. 😛


(Vídeo do YouTube)

O jogo se passa dois anos após os eventos do primeiro jogo e Alan Wake ainda está aprisionado no Dark Place, lugar de onde vem toda a escuridão e mal presente no jogo. Na história, Wake está dentro de um dos episódios de Night Springs, série de terror escrita por ele mesmo, e deve impedir que uma versão psicopata de si mesmo tome conta de sua vida no mundo real.

Jogadores de primeira viagem podem se sentir perdidos no começo do jogo, que coloca Alan contra os poderes da escuridão no início do jogo, sem explicação nenhuma.

Para se proteger o jogador conta com uma lanterna e um grande arsenal de armas de fogo. Assim como no jogo anterior, os inimigos têm proteção nas sombras, então antes de poder destruir os taken, é necessário remover a escuridão com sua lanterna.

O sistema ainda é o mesmo, mas American Nightmare conta com uma quantidade muito maior de armas para auxiliar Wake em sua perseguição, inclusive metralhadoras e crossbows.

“It’s a little sad how many problems you can solve with a buck shot” — Alan Wake

American Nightmare possui mais inimigos, o que tira um pouco do suspense que marcou a série, mas aumenta os momentos de tensão. Os ambientes são, em maioria, campos abertos, facilitando a fuga quando a situação aperta, mas aumentando a necessidade de exploração. Páginas de manuscrito espalhadas pelo cenário contam detalhes da vida real de Alan Wake e revelam segredos desse mundo paralelo de American Nightmare. Essas páginas também são utilizadas para habilitar novas armas, mais poderosas que as comuns.

A narrativa passa longe de um thriller ou terror, mas não deixa a desejar. Os diálogos são bastante descontraídos, com referências inteligentes e uma porção de piadas. Enquanto Wake procura os materiais necessários para reconstruir as cenas de seus manuscritos, poderá assistir vídeos ou ouvir programas de rádio com informações sobre o que acontece mundo real, tudo bem integrado ao jogo.

Sim, eles cresceram um pouco.

Depois de um tempo de jogo, pode ficar cansativo revisitar os ambientes durante a perseguição de sua versão malvada, mas o combate é divertido o bastante para manter o jogo interessante até o final. O combate é tão interessante que o jogo conta com um modo survival, chamado de Arcade Action, que consiste em sobreviver a ondas de inimigos até o nascer do sol, com direito a pontuação, ranking online e tudo mais.

Alan Wake’s American Nightmare ainda não é um “Alan Wake 2“, mas expande o primeiro em vários aspectos, dando mais algumas horas de jogo para quem estava sentindo falta da série. Embora seja considerado uma expansão, o jogo roda sem o primeiro Alan Wake, caso você esteja se perguntando. Por 1.200 MS Points, dá pra matar a saudade do escritor.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Bestknighter
Eu já tinha jogado o demo e tinha me amarrado! Realmente vale a pena gastar esse M.S. Points ao comprá-lo!