Início » Ciência » Células esféricas captam luz de diversas direções

Células esféricas captam luz de diversas direções

Por
7 anos e meio atrás

Atualmente a eficiência da energia solar depende quase que exclusivamente do posicionamento com que os painéis são dispostos em relação à quantidade de luz que incide sobre as células. E também nunca é um projeto simples, nem barato, embora esse segundo item não seja problema para um iKebatista. Uma fabricante japonesa quer acelerar o tempo dessa tecnologia; e eles conseguiram causar uma excelente impressão. 

Sphelar, células inovadoras com captação multidirecional

Chamada Kyosemi, a empresa é inventora (e detentores da patente) das chamadas células solares micro-esféricas (SMSC), uma nova tecnologia de captação de energia por meio da luz do Sol. A diferença das SMSCs e as células de hoje está no fato de que elas podem capturar a luz a partir de diversas direções, sem a necessidade de estudos de posicionamento.

Parte do que se gasta hoje para otimizar a eficiência das atuais células solares envolve a instalação de motores de reposicionamento dos painéis, de maneira que o conjunto possa acompanhar automaticamente a movimentação do sol e a incidência dos seus raios desde as primeiras horas do dia. Ou isso, ou você se converte num eco-tolo que gasta montes de dinheiro e fica no escuro/frio.

Formato alternativo das Sphelars

Não só as SPHELARs (seu nome comercial) resolvem este problema barateando significativamente os custos de uma instalação, mas elas também mostraram um rendimento bastante superior aos painéis atuais.

O conjunto é formato por um núcleo em alguns formatos possíveis (esféricos, curvos, cúbicos, etc) contendo centenas de microcélulas solares esféricas que são distribuídas sobre a peça. Além da energia solar, as novas células também capturam energia proveniente da luz refletida de outras células, aumentando ainda mais o aproveitamento.

As boas novas são duas: primeiro é o preço. As SMSCs não são mais caras que os painéis solares planos que vemos sobre os telhados enjoadinhos de Alphaville. Pelo contrário. A outra é que o plano atual prevê um escalonamento que deve converter o produto atual em um modelo adequado o bastante para ser usado em smartphones e tablets em um curto espaço de tempo.

Pode levar um certo tempo até os seus amigos se acostumarem com seu novo celular. Talvez você tenha que aturar o apelido de Swarovski ou algo assim por um tempo. Vai passar.

Mais sobre: , ,