Início » Telecomunicações » Claro inicia operação de telefonia fixa em sua rede GSM

Claro inicia operação de telefonia fixa em sua rede GSM

Lucas Braga Por

Lembram desse post, onde eu disse que a Claro iria migrar aos poucos o Livre, telefone fixo da Embratel para GSM? Pois é, as profecias do Tecnoblog sempre acontecem. A Claro começou a operação do Claro Fixo em GSM, que com o tempo deverá substituir a rede CDMA da operadora.

Os planos de serviço são bem semelhantes aos do antigo Livre. Com três opções, o cliente pode optar por planos com ligações ilimitadas para fixo e DDD ou uma espécie de plano controle, onde se paga um valor mínimo mensal e dele é descontado o valor de cada serviço utilizado.

Algo que não se pode deixar de notar é que a Claro não trouxe para o GSM um costume que as operadoras concorrentes utilizam. Em vez de comercializar telefones similares a um aparelho fixo ou ATAs, a operadora irá vender aparelhos celulares comuns. Isso possibilita comprar apenas o chip por R$ 5 e utilizar o telefone fixo em um aparelho GSM da sua preferência.

Claro Fixo: agora em GSM

Essa mudança será importante para a extinção do CDMA no Brasil: em fevereiro de 2012, a Anatel registrou 1,4 milhão de dispositivos ativos na tecnologia, representando 0,58% da participação de todos os dispositivos móveis no Brasil. Matar o CDMA faz total sentido: a Qualcomm possui diversas patentes da tecnologia, obrigando as operadoras pagarem royalties para cada ligação realizada.

O serviço do Claro Fixo GSM não está disponível para todos os estados. Goiás, Tocantins, Rondônia e Amapá inicialmente ficam de fora, provavelmente por ausência de licença de operação. Mas isso deve ser por pouco tempo, até a Claro regularizar a situação na Anatel.

Agora, é de se esperar que a operadora inicie as vendas de um plano que traga acesso a dados. Com redes 3G da operadora, é possível obter maiores velocidades de acesso e opções de plano, cedendo lugar ao antigo plano Livre.com, que possuía velocidade de míseros 144 Kbps.

Mais sobre: , , ,