Início » Jogos » Cofundador da Valve fala sobre Half-Life 3, ou melhor, Ricochet 2

Cofundador da Valve fala sobre Half-Life 3, ou melhor, Ricochet 2

Avatar Por

No final da semana passada o chefão da Valve, Gabe Newell, deu uma entrevista ao podcast Seven Day Cooldown e comentou sobre alguns assuntos como a suposta visita de Tim Cook ao escritório da empresa e sobre o desenvolvimento a passos lentos de Half-Life 3, ou melhor, Ricochet 2.

Newell é uma figura conhecida no mundo dos games. Depois de mais de uma década trabalhando na Microsoft, largou o emprego estável para abrir a Valve com mais um sócio. Sua empreitada deu certo ao lançar Half-Life, ovacionado como jogo do ano na época e depois foi sucesso atrás de sucesso, como Half-Life 2, Portal, Counter-Strike e outros títulos. Ele também esteve por trás de um dos projetos que revolucionou a distribuição digital, o famoso Steam.

Half-Life teve seu último lançamento em 2007 no chamado Episódio 2, dentro de um pacote chamado The Orange Box em que a Valve incluiu os episódios anteriores e mais dois games: Team Fortress 2 e Portal. Desde estão os fãs aguardam ansiosamente o lançamento do que seria supostamente o final da história, seja ele chamado episódio 3 ou apenas Half-Life 3. Newell comentou que é sempre um problema falar sobre coisas que ainda estão um tanto longe.

Supostamente a Valve mantém uma prateleira vazia em seu escritório para prêmios para Ricochet no dia que as pessoas entenderem o game.

No podcast, Newell não citou o nome Half-Life 3, e sim o projeto como Ricochet 2, o que seria um codinome. Ricochet foi um dos primeiros jogos da Valve lançados no Steam que muitos gamers nunca entenderam como funciona e a grande maioria só abriu o jogo por engano ao tentar rodar Half-Life ou Counter-Strike. Devido ao insucesso que foi Ricochet, é bem provável que os comentários todos sejam sobre o tão aguardado episódio final de HL.

Indo mais além, Newell comentou que [a equipe por trás do projeto] muda de ideia com certa frequência e que muitas vezes o resultado é surpreendentemente positivo ou negativo devido a história complexa por trás do jogo. Ele comenta que gostaria de ser super-transparente sobre o desenvolvimento do game, mas que por enquanto a melhor coisa para os fãs é apenas ficar em silêncio ou isso poderia levar alguns fãs a loucura, no mal sentido.

O chefão da Valve também foi questionado sobre rumores de uma visita de Tim Cook ao escritório da empresa na semana passada. Gabe comentou que se tratava que foi pego de surpresa pelos rumores e que vários funcionários trocaram emails “Ei, Tim Cook vai se reunir com você?”. No fim das contas o CEO da Apple não pisou perto do QG da Valve. Newell ainda comentou “eu realmente gostaria de ter a chance de conhecê-lo e discutir mais possibilidades para a Apple fechar parceria com games”.

Se realmente for sobre Half-Life 3 o que Newell chama de Ricochet 2, vamos ter ainda muito que esperar sentado para saber o destino de Gordon Freeman. É realmente uma pena a Valve não saber contar até três, visto que a maioria de seus lançamentos parou no número 2, como Half-Life (2 e Episode 2), Portal 2, Left for Dead 2 e Team Fortress 2.

Comentários

Envie uma pergunta