Quantas vezes você já olhou para o seu pendrive USB e pensou “eu gostaria tanto de poder conversar com ele”? Nenhuma? É, eu também não. Mas isso não impediu a fabricante Hammacher-Schlemmer de de criar um pendrive capaz de ouvir. O uso de voz nesse, no entanto, é mais nobre e inteligente do que apenas uma conversa informal com um eletrônico. A funcionalidade serve para destravar o seu conteúdo.

A ideia de pendrive é servir como armazenamento seguro para arquivos sensíveis e que só pode ter sua proteção desativada com a identificação do dono original dele. E a empresa também lembrou de colocar um meio alternativo de acesso aos arquivos para caso o usuário esqueça a senha ou pegue uma doença que altere a voz, como gripe ou laringite (sim, eles especificam isso).

Já existem pendrives USB parecidos, que contam com reconhecimento de impressões digitais, mas esse é o primeiro (garante a fabricante) a usar o reconhecimento de voz para permitir o acesso aos arquivos.

O problema: ele só está disponível em versões de 8 GB e custa US$ 49,95 na loja oficial da fabricante. E pelo que vi no site, eles não entregam para o Brasil. Fuén.

Então a menos que alguém compre lá fora e te traga, você vai ter que se contentar com o fato de que nunca vai poder falar com seu pendrive USB. Quer dizer, você até pode falar, mas antes confira os arredores para garantir que não tem ninguém olhando.

Com informações: DVice.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Werner Heinz Oechsler
Achei muito bacana, alguém sabe dizer que criptografia é utilizada no dispositivo? Acho que vou pedir pra um amigo comprar nos EUA e me mandar por Fedex mesmo.
@victoygor
Meio esquisito né? Já basta o SIRI!! hehe
paulorazia
Acabei de falar com meu pendrive aqui!! ele me mandou procurar o psicólogo mais próximo... Poxa, fiquei triste com ele! Sempre tratei ele com tanto carinho!
@hugalhulu
Prevejo boas aplicações de engenharia social saindo dai...
Aiman Jalil Sarraf
Ao receber acesso negado você ouve: YOU SHALL NOT PASS!!
Hawk
Acabei de perguntar para o meu pendrive se ele queria ganhar um irmão americano, mas com nome alemão, só que ele disse não. Então fica para a próxima...
Lucas Carvalho
Eu já tenho um pendrive que fala comigo faz tempo e alguns dos meus colegas aqui do hospício também tem.