Arquivo Celular

Galaxy S III azul tem problema de produção e sofre atraso

Paulo Higa
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Não é de hoje que os fabricantes encontram problemas com a produção de certas cores de smartphones. A Apple atrasou o lançamento do iPhone 4 branco em quase um ano. Outra empresa que também demorou a anunciar uma versão branca foi a Nokia, com seu Lumia 800. A Samsung também entrou para o grupo com o Galaxy S III – mas o branco está a salvo, o problema dessa vez é com o azul.

O Galaxy S III fugiu do clássico preto e branco das fabricantes de smartphones e foi anunciado com um tom de azul bem exótico, mais próximo do preto. Como a cor é “nova” e o acabamento utilizado no aparelho é diferenciado, a linha de produção precisou se adaptar, mas parece que ainda serão necessárias algumas melhorias. Rumores indicavam que mais de 600 mil unidades da versão azul foram afetadas. A tampa que cobre a bateria ficou assim:

Você pode até ter gostado do Galaxy S III azul, mas não desse jeito.

A Samsung emitiu um comunicado oficial sobre o assunto e afirmou que “para manter os mais altos padrões internos de qualidade e oferecer aos clientes um Galaxy S III com a melhor qualidade possível, algumas regiões podem sofrer com uma pequena falta de estoque nas próximas duas ou três semanas”. Algumas operadoras do Reino Unido já adiaram o início das datas de entrega. A Vodafone, por exemplo, espera entregar a versão azul em até quatro semanas.

As lojas online brasileiras que não estão com o aparelho esgotado continuam com a mesma previsão de início das entregas: 5 de junho. Procurada pelo Tecnoblog, a assessoria de imprensa da Samsung ainda não nos informou como ficarão as vendas da versão azul do Galaxy S III no Brasil. Este post será atualizado quando conseguirmos mais informações.

Com informações: Android Community.

Paulo Higa

Editor-executivo

Paulo Higa é jornalista, com MBA em Gestão pela FGV e uma década de experiência na cobertura de tecnologia. Trabalha no Tecnoblog desde 2012, viajou para mais de 10 países para acompanhar eventos da indústria e já publicou 400 reviews de celulares, TVs e computadores. É coapresentador do Tecnocast e usa a desculpa de ser maratonista para testar wearables que ainda nem chegaram ao Brasil.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque