Arquivo Internet

Meebo vai descontinuar serviços em julho

Rafael Silva
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Na semana passada o Google comprou o Meebo, conhecido sistema de bate-papo para várias plataformas móveis. A empresa declarou que os funcionários do Meebo passariam a integrar a equipe do Google+, possivelmente implementando novos recursos por lá. E como não haverá gente para manter os serviços do Meebo funcionando, a única alternativa aqui é uma que não deve alegrar seus usuários: a desativação de vários produtos.

R.I.P. Meebo

Um artigo de suporte no site revela quais os produtos serão desligados: Meebo Messenger (cliente web para bate-papo multiplataforma), Meebo Me (widgets de compartilhamento) e as apps em sistemas móveis, tanto para iOS quanto Android, deixarão de funcionar a partir do dia 11 de julho. No artigo do suporte também há um link onde usuários do Meebo podem baixar seu histórico de conversa e deletar suas contas, se assim quiserem.

A Meebo Bar, barra de interação social que parece ter se tornado o principal produto do Meebo (é a única coisa que a página inicial mostrava antes da compra), vai continuar ativa. E não só isso, vai receber atualizações e melhorias com o passar dos meses, garante o Meebo. Ao que parece ela está gerando lucros o bastante para continuar interessante à empresa – ao contrário dos demais.

Normalmente isso quer dizer que o Google tem pressa em implementar os novos recursos da recém-comprada empresa nos seus produtos. E em se tratando do Google+, que não tem tanta tração quanto a gigante da web esperava, a urgência desses novos recursos não é algo inesperado.

Com informações: TechCrunch.

Rafael Silva

Rafael Silva tem 27 anos, estudou Tecnologia de Redes de Computadores e mora em São Paulo. Tem uma queda pela Apple na área de dispositivos móveis, mas sempre usou Windows em todos os seus notebooks e desktops. Vez ou outra fala alguma coisa interessante no Twitter: @rafacst. [Envie um email]

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque