Arquivo Internet

Microsoft paga US$ 1,2 bilhão por rede social empresarial

Yammer tem 5 milhões de usuários cadastrados.

Thássius Veloso
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Uma rede social até então obscura acaba de ser comprada por outra que você certamente conhece. A Microsoft, comandada por Steve “Developer! Developers! Developers!” decidiu pagar US$ 1,2 bilhão pelo Yammer, um serviço que funcionava de maneira muito similar ao Facebook, porém focado no ambiente corporativo. Uma rede social para trabalhar, o que a difere da rede de Mark Zuckerberg e do LinkedIn, que também possui foco no mercado corporativo, porém de outra ordem.

“A aquisição do Yammer sublinha nosso compromisso em entregar tecnologia de que os negócios precisam e que as pessoas gostam”, o próprio Ballmer afirma em um comunicado distribuído à mídia. Os quase R$ 2,5 bilhões seriam suficientes para comprar mais de 80 mil carros populares nesta terra brasilis — bem mais se a compra fosse feita nos EUA, tenho certeza.

O Yammer permite criar um ambiente online corporativo que se assemelha a uma intranet, porém com mais opções para acompanhamento de projetos específicos de determinados times dentro da empresa. Tem uma área de postagens que lembra bastante o Twitter, entre outros aspectos que fazem dele uma rede social. Algumas das maiores empresas do mundo adotam o Yammer, entre elas a Shell, LG, Ford e Deloitte.

A Microsoft promete que o Yammer continuará a desenvolver o serviço de rede social de maneira independente, comprometido com “a simplicidade, inovação e experiências multiplataforma”. Vamos ler nas entrelinhas: boas chances de futuros apps chegarem nas plataformas que concorrem com as da Microsoft. Claro que Ballmer não dá ponto sem nó. Pode esperar para breve ofertas de Office 365, Skype, Dynamics e SharePoint integradas com recursos do Yammer — ou tecnologias do Yammer adotados pela MS.

Informações fornecidas pela MS mostram o SharePoint com adoção de 80% e o Yammer com adoção de 85% entre as 500 maiores e mais importantes empresas dos Estados Unidos que fazem parte da lista feita pela revista “Fortune”. São mais de 5 milhões de usuários cadastrados no Yammer que trabalham em 200 mil empresas.

Havia rumores sobre este negócio desde a semana passada. Quem deu a notícia primeiro foi o “Wall Street Journal”.

Thássius Veloso

Ex-editor-executivo

Thássius Veloso foi editor e editor-executivo do Tecnoblog de 2008 a 2014. Liderou o noticiário e cobriu de perto os maiores acontecimentos do mercado de eletrônicos de consumo, games e serviços. É jornalista, palestrante e apresentador de tecnologia na rádio CBN e no canal de TV por assinatura GloboNews.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque