Arquivo Aplicativos e Software

Sparrow tem componentes liberados sob licença Open Source

Rafael Silva
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Um dos clientes mais conhecidos de email para Mac, e que ganhou posteriormente uma versão para iPhone, foi recentemente comprado pelo Google. Desde então o destino dele ficou incerto – alguns achavam que ele seria disponibilizado sob uma licença Open Source enquanto outros apostavam na descontinuação do produto, algo comum com empresas compradas pelo Google. Alguns dos componentes do programa tiveram justamente esse destino.

Um aviso de distribuição sob licença Open Source está disponível site oficial do programa que também avisa os termos: os usuários podem baixar os aplicativos e usá-los livremente mas não pode distribuir qualquer programa baseado no código disponível. A licença também permite engenharia reversa desde que sirva apenas para debug – não é permitido tentar conseguir o código-fonte do programa.

No site estão disponíveis tanto o cliente para OS X quanto a sua versão para a plataforma iOS para download gratuito. Ambos eram programas pagos antes da compra pelo Google.

Como a licença não permite redistribuição, dificilmente veremos novidades para o Sparrow aparecendo oficialmente na web. Mas usuários são livres para modificarem o programa para seu uso próprio. Essa atitude confirma a teoria de que o Google comprou a empresa criadora do Sparrow pela equipe de desenvolvimento e isso pode indicar novidades chegando para o Gmail e outros produtos.

Atualização às 17:45 | O artigo dizia originalmente que o cliente Sparrow havia sido publicado com a licença, mas apenas alguns componentes que o programa usa – e que são Open Source – que realmente passaram pelo processo. E como aponta de forma muito educada o leitor Diogo, essa página com a licença já estava no ar desde o dia 20. O texto foi alterado para refletir essas informações.

Rafael Silva

Rafael Silva tem 27 anos, estudou Tecnologia de Redes de Computadores e mora em São Paulo. Tem uma queda pela Apple na área de dispositivos móveis, mas sempre usou Windows em todos os seus notebooks e desktops. Vez ou outra fala alguma coisa interessante no Twitter: @rafacst. [Envie um email]

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque