Nokia e Claro permitem pagar por apps direto na conta de celular

Compra debita créditos de clientes do pré-pago.

Thássius Veloso
Por

Pagar pelos aplicativos do celular sem se preocupar em liberar informações de cartão de crédito ou similar. A Nokia vem trabalhando nesse objetivo, que facilita muito a vida do consumidor. A fabricante de celulares avisou nessa segunda-feira que a Nokia Store começa a funcionar com pagamento via operadora de telefonia. A primeira a embarcar nessa foi a Claro.

Consumidores que entrarem na loja da Nokia poderão escolher a operadora Claro como forma de pagamento. Clientes do pré-pago têm o valor do aplicativo diretamente descontado do total de créditos pertinentes àquele aparelho. Da mesma forma, clientes do pós-pago confirmam a compra e recebem a cobrança no fim do mês, junto com a conta. Depois a Claro se vira para repassar os valores para a Nokia.

O pagamento via operadora só funciona em celulares da Nokia rodando dois sistemas tidos por muitos (não todos) como ultrapassados: o S40 e o Symbian. De acordo com a Nokia, há 120 milhões de contas cadastradas na loja virtual e 5 bilhões de downloads registrados. Não sabemos se estes números se referem somente ao Brasil ou ao mundo inteiro, nem qual período de tempo eles consideram.

Perguntei a um representante da Nokia do Brasil por que essa forma de pagamento não está disponível no Windows Phone da linha Lumia. Volto a atualizar este artigo se a resposta chegar. De qualquer forma, posso especular que a loja do Windows nos celulares, sob o controle da Microsoft, ainda não oferece o recurso em nenhum país. Improvável que uma operadora brasileira, ainda que em parceria com a gigantesca Nokia, conseguisse tal privilégio.

“A Nokia mostra mais uma vez a importância que tem no mercado brasileiro, considerado o terceiro maior para a empresa.”, disse o gerente sênior de Portfólio e Produtos da Nokia, Vinicius Costa, em nota.

Thássius Veloso

Ex-editor-executivo

Thássius Veloso foi editor e editor-executivo do Tecnoblog de 2008 a 2014. Liderou o noticiário e cobriu de perto os maiores acontecimentos do mercado de eletrônicos de consumo, games e serviços. É jornalista, palestrante e apresentador de tecnologia na rádio CBN e no canal de TV por assinatura GloboNews.

Relacionados

Relacionados