Arquivo Celular

Microsoft apresenta sucessor do Paint para Windows 8

Fresh Paint roda na nova interface do Windows 8.

Paulo Higa
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Juntamente com o lançamento da última versão de testes do Windows 8, a Microsoft também lançou o sucessor do Paint, aquele aplicativo de pintura que marcou nossas infâncias. Nesta semana, o Fresh Paint, como foi chamado, alcançou a primeira posição no ranking de aplicativos da categoria Entretenimento da Windows Store e a Microsoft divulgou mais detalhes sobre a sua criação.

Steve Clayton, funcionário da Microsoft, conta no TechNet que o Fresh Paint foi originalmente criado como um protótipo para ser utilizado no laboratório de materiais do Museu de Arte Moderna de Nova York, onde foi testado por mais de 56 mil visitantes. O desenvolvimento do Fresh Paint foi inspirado numa frase de Bill Buxton, pesquisador da Microsoft: “Picasso usava pincel por uma razão”.

Reza a lenda que esse desenho foi feito no Fresh Paint | Clique para ampliar

O Fresh Paint é um aplicativo que tenta ser bastante realista. Na tela inicial, há uma variedade de pincéis, lápis e gizes coloridos para desenhar na tela. Assim como na vida real, dá para misturar tintas e escolher o tipo de papel em que você vai pintar seu desenho. Se você passar o pincel muitas vezes pela tela, camadas grossas de tinta começarão a se formar. Nesse caso, você pode girar o ventilador para secar a pintura.

A melhor parte do Fresh Paint, segundo Clayton, é a aparente simplicidade do aplicativo, que não expõe a complexidade por trás da interface. Mas, mesmo sendo bastante realista, o Fresh Paint possui algumas vantagens em relação a pintura “analógica”, como a possibilidade de apagar a pintura facilmente ou desfazer a última alteração. E você também não vai se sujar.

Com foco em pintura e sem formas pré-definidas ou ferramentas de texto, o Fresh Paint certamente não deverá ser muito útil com seu mouse ou trackpad; ele deverá ser melhor aproveitado nos tablets ou notebooks com telas sensíveis ao toque. O aplicativo está disponível para download gratuito na Windows Store, inclusive em português do Brasil, e funciona em processadores x86 e x64. Nada de ARM por enquanto.

Paulo Higa

Editor-executivo

Paulo Higa é jornalista, com MBA em Gestão pela FGV e uma década de experiência na cobertura de tecnologia. Trabalha no Tecnoblog desde 2012, viajou para mais de 10 países para acompanhar eventos da indústria e já publicou 400 reviews de celulares, TVs e computadores. É coapresentador do Tecnocast e usa a desculpa de ser maratonista para testar wearables que ainda nem chegaram ao Brasil.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque